Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Apesar de derrota, goleiro equatoriano sai "muito feliz" por atuação

Tossiro Neto Rio de Janeiro (RJ)

Eleito o melhor em campo no empate por 0 a 0 com a França, Alexander Domínguez nem parecia ter acabado de ser eliminado de uma Copa do Mundo. Logo após a partida no Maracanã, o goleiro chegou sorridente à sala de entrevistas, recebeu os cumprimentos do técnico Reinaldo Rueda e atrelou à felicidade ao trabalho individual desempenhado na tarde desta quarta-feira.

"Sabíamos que iríamos enfrentar um rival que joga muito bem. Ficou um pouco complicado, sobretudo com a expulsão do meu companheiro, mas agradeço a oportunidade que Rueda me dá. Da minha parte, estou muito feliz por aquilo que esse jogo significou. Espero que nos vejamos novamente em breve", disse o jogador de 27 anos, que atua na LDU.

Domínguez fez, de fato, algumas boas defesas, mas nenhuma que tenha sido de extrema dificuldade. Até porque, mesmo depois que o volante Antonio Valencia foi expulso, a França demorou a aproveitar a vantagem de ter um jogador a mais em campo. Ainda assim, ele evitou gols de jogadores mundialmente conhecidos, como o atacante Karim Benzema, recém-campeão europeu pelo Real Madrid.

"Eu sabia que a França tinha excelentes atacantes, e estar em campo com esses monstros motiva ainda mais. Mas eu tentei não pensar nisso, apenas em conquistar os três pontos para seguir adiante na competição, mesmo sabendo que seria muito difícil", falou.

Para se classificar às oitavas de final, o Equador precisaria ter vencido os franceses por 2 a 0, já que, no outro jogo do grupo, a Suíça derrotou Honduras por três gols de diferença. O empate deu apenas a terceira colocação à seleção sul-americana, em sua terceira participação em Mundiais.

"Que isso nos sirva de experiência para o que tivermos pela frente. Temos um grande grupo, um grande corpo técnico. Esperamos assimilar isso e aproveitar", finalizou Domínguez, equatoriano que aparentemente melhor assimilou a eliminação na fase de grupos, nesta quarta-feira.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O goleiro equatoriano Alexander Domínguez ficou satisfeito com sua atuação contra os franceses