Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Após participação histórica, 'geração de ouro' chilena deixa o país

Belo Horizonte (MG)

Considerada a melhor geração de jogadores da história da seleção chilena, a delegação que disputou a Copa do Mundo 2014 deixou a Toca da Raposa II – centro de treinamento utilizado pela Roja – na manhã deste domingo para embarcar rumo a Santiago, capital do Chile.

Apesar de ser eliminada pelo Brasil, que repetiu o papel de algoz, e assim como em 2010, desclassificou os chilenos nas oitavas de final do Mundial, a seleção entrou para a história ao vencer a atual campeã mundial, Espanha, e desclassifica-la ainda na fase de grupos da competição.

Uma das primeiras delegações a desembarcar no Brasil, o Chile teve sua estadia no CT do Cruzeiro marcada pela distância do público e da imprensa. Todas as cercanias da Toca da Raposa II foram interditadas pela polícia para que os jogadores desfrutassem de total privacidade e segurança na sequência dos treinamentos.

Além dos atletas, a torcida chilena também chamou a atenção durante a disputa da Copa. Nas três cidades sede em que o Chile jogou a fase de grupos – Cuiabá, Rio de Janeiro e São Paulo –, o som que vinha das arquibancadas se sobrepôs aos gritos adversários e motivou os jogadores a terem bom desempenho. Os torcedores rojos mostraram grande repertório de cantos e, entoando o hino à capela, davam início ao espetáculo antes do apito do juiz.

Com duas vitórias, um empate e uma derrota, os chilenos deixam o Brasil de cabeça erguida. A Federação Chilena de Futebol, em mensagem oficial a equipe comandada por Jorge Sampaoli, fez questão de agradecer aos serviços prestados: “Obrigado por orgulhar 17 milhões de chilenos e surpreender o mundo inteiro”.

Divulgação
Em foto publicada por Medel, parte da delegação posa para foto no embarque a Santiago