Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Argentina reconhece gramado do Maracanã e Sabella segue misterioso

Rio de Janeiro (RJ)

A Argentina já está no palco de sua estreia na Copa do Mundo de 2014. Neste sábado, o time liderado por Leonel Messi fez o reconhecimento do gramado do estádio em que fará o seu primeiro jogo, campo com a grandeza de seu camisa 10: o Maracanã. Na atividade, porém, o treinador Alejandro Sabella seguiu mantendo o mistério com relação à escalação da equipe que enfrentará a Bósnia neste domingo.

Ao longo de sua carreira, Messi só teve a oportunidade de atuar em terras brasileiras uma vez, ainda em 2008, quando a Argentina empatou sem gols com o Brasil pelas eliminatórias, no Mineirão. Na ocasião, o camisa 10, ainda sem ter o atual reconhecimento, fez partida discreta, sendo substituído no final da partida. O reencontro é neste domingo, pela Copa do Mundo.

A partida contra a Bósnia, às 19 horas (de Brasília), pode ser o início de uma caminhada para que Messi conquiste o título que o deve colocar entre os maiores jogadores da história do futebol mundial. Mas, para vencer a Copa do Mundo, ainda mais no Brasil, o camisa 10 terá que contar com a ajuda de seus companheiros – que não foram definidos por Alejandro Sabella.

AFP
Neste sábado, Mascherano e Messi fizeram o reconhecimento do gramado do local da estreia na Copa
Neste sábado, após o reconhecimento do gramado, o comandante da seleção albiceleste fugiu de todas as perguntas relacionadas ao time da estreia. A dúvida é relacionada ao esquema tático pelos argentinos, que podem entrar no 5-3-2, com Campagnaro e Maxi Rodríguez, mas também têm a opção de jogar no 4-3-3, com Fernando Gago e Ezequiel Lavezzi.

“A equipe ainda não está definida. Desde que começamos os treinamentos, tivemos uma série de inconvenientes com alguns jogadores. Com exceção de Palacio, estão todos à disposição e veremos até o último momento quem está em melhores condições para jogar os 90 minutos. Teremos uma noite a mais para pensar. Fizemos bola parada com um sistema, depois com um outro”, explicou Sabella.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade