Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Artilheiro sul-coreano diz que sorte em frango tem a ver com sua confiança

Cuiabá (MT)

Lee Keun-Ho contou com enorme colaboração do goleiro Akinfeev para marcar o primeiro gol da Coreia do Sul na Copa do Mundo. Terminado o empate por 1 a 1 com a Rússia, o atacante viu relação entre a falha do arqueiro e a sua certeza de que tinha condição de balançar a rede.

“Eu estava com uma boa sensação nos chutes do aquecimento. Então, entrei confiante. Talvez minha sorte tenha a ver com essa confiança”, sorriu o atacante de 29 anos, que não disputou o Mundial da África do Sul. “Eu sempre sonhei e esperei por este momento, desde que fui deixado de fora em 2010.”

Já o técnico Hong Myung-Bo disse ter colocado o veloz jogador do Sangju Sangmu FC também com a confiança de que ele poderia ter sucesso. O otimismo foi confirmado quando o camisa 11 partiu pela intermediária, arriscou de fora da área e viu a bola passar entre os dedos de Akinfeev.

“Eu planejei a entrada do Lee Keun-Ho porque os zagueiros do miolo da defesa russa são lentos. Eu sabia que estariam cansados no segundo tempo”, disse o treinador, lembrando que o atleta encarou Ignashevich antes de bater. “Ele fez bem o seu trabalho e marcou o gol.”

AFP
Lee Keun-Ho viu Akinfeev tomar um peru e minimizou a frustração que viveu há quatro anos
Hong usou o triunfo para minimizar a derrota por 4 a 0 para Gana antes da Copa. “Aquela dura derrota não foi importante, foi só parte do processo. Nós nos concentramos no ritmo e na organização. Trabalhamos bem. Agradeço aos jogadores, que fizeram seu melhor até o ultimo minute”, comentou.

Os sul-coreanos tentarão alimentar o sonho de classificação às oitavas de final do Mundial do Brasil no próximo domingo, em Porto Alegre, contra a Argélia – que perdeu para a Bélgica na estreia. “Agora, a recuperação é o mais importante para que estejamos prontos”, concluiu o técnico.