Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Atlético-MG pode esperar até 30 dias por dinheiro do "caso Kléber"

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG aguarda a liberação do dinheiro que tem direito no caso Kléber para investir em contratações. O grande problema é que os cerca de R$ 7,7 milhões podem aparecer na conta do Galo só daqui a um mês, prazo que deve demorar até uma decisão final da Corte Arbitral do Esporte (CAS), sediada na Suíça.

O Galo alega que os portugueses do Marítimo impediram que o Atlético-MG vendesse o atacante para o Porto, configurando quebra de contrato. Na época, Kléber estava emprestado ao Marítimo, que deveria no mínimo igualar a proposta do Porto, caso contrario seria obrigado ao liberar a transferência do atleta, o que não aconteceu.

O Atlético-MG já tinha ganho a causa junto a Fifa, mas o Marítimo recorreu ao CAS, que ouviu as partes envolvidas e tem 30 dias para dar um veredicto final. O presidente Alexandre Kalil foi até a Suíça para explicar a situação, mas vai retornar ao Brasil ainda sem o dinheiro, que seria importante na busca por reforços para a sequência do Brasileiro.

Para não perder a viagem até a Europa, Kalil pode passar por outros países tentado trazer algum jogador na bagagem. Um dos destinos do mandatário atleticano pode ser a Ucrânia, para conversar com dirigentes do Shakhtar Donestsk sobre uma possível negociação envolvendo o atacante Wellington Nem.

AFP
O Galo alega que os portugueses do Marítimo impediram que o Atlético-MG vendessem Kleber para o Porto

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade