Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Balotelli responde vídeo provocativo com desabafo contra racismo

Rio de Janeiro (RJ)

Depois de anos de ofensas recebidas em silêncio, Mario Balotelli não resistiu às provocações após a eliminação italiana na Copa do Mundo e publicou um longo desabafo contra as ofensas racistas que teria sofrido até então por defender a Itália. O texto veio como resposta a um vídeo de um torcedor, que pedia para o atacante não jogar mais pela seleção.

“Mario, você não é um italiano de verdade. Retire-se!”, ordenou o torcedor no vídeo. Indignado com a chuva de críticas após a atuação apática na derrota da Itália por 1 a 0 para o Uruguai, que eliminou a equipe da competição, o atacante se defendeu e insinuou que grande parte das provocações surgiram por conta de sua origem ganesa. Balotelli nasceu e cresceu na Itália, adotado por pais italianos, mas é filho biológico de imigrantes ganeses.

“Sou Mario Balotelli, tenho 23 anos, e não escolhi ser italiano. Mas queria jogar aqui porque nasci e sempre vivi na Itália. Quis muito ir para a Copa do Mundo e me sinto triste, decepcionado comigo mesmo. Se eu tivesse marcado aquele gol contra a Costa Rica, qual seria o problema da vez? A culpa não é só minha. Dei tudo pela seleção e nem fiz nada de errado do ponto de vista do meu caráter. Estou com a consciência limpa e pronto para seguir em frente ainda mais forte, de cabeça erguida. Orgulhoso de ter dado tudo pelo país. Ou, talvez, como você diz, eu não seja italiano. Afinal, os africanos jamais tratariam um irmão assim. Nós negros, como você nos chama, estamos anos-luz na frente. Vergonha não é perder um gol ou sofrer algum. Vergonha são coisas como este vídeo. Italiano de verdade! Dá para acreditar?”, publicou o atacante em sua conta no Instagram.

Reprodução/Instagram
Balotelli não resistiu e publicou um desabafo após provocação de torcedor da Itália em vídeo

Balotelli se referiu ao gol perdido na derrota da Itália para a Costa Rica, por 1 a 0, ainda na segunda rodada. No lance, o centroavante saiu cara a cara com o goleiro adversário e tentou encobri-lo, mas acabou errando o alvo e mandando a bola à direita do gol.