Copa do Mundo 2014/ Bósnia Herzegovina - ( - Atualizado )

Bósnia comemora empate entre Nigéria e Irã e confia em vaga

Guarujá (SP)

O empate entre Irã e Nigéria era tudo o que a Bósnia Herzegovina queria para aumentar suas esperanças de classificação às oitavas de final da Copa do Mundo. Com o 0 a 0, na última segunda-feira, na Arena da Baixada, os bósnios se veem apenas um ponto atrás de africanos e asiáticos e uma vitória na segunda rodada contra os nigerianos pode significar um grande passo para seguir adiante no Mundial.

“Tenho muita expectativa. O empate entre Nigéria e Irã foi muito positivo para nós. De qualquer forma, não podemos perder para a Nigéria, caso contrário estaremos fora da Copa do Mundo. Temos que ser bastante agressivos na partida. Se não conseguirmos vencer precisamos obter pelo menos um empate para levar a decisão para a última rodada. Perder seria um desastre”, afirmou, nesta terça-feira, o meia Haris Medunjanin, que entrou bem no segundo tempo contra a Argentina.

O clima de final entre Bósnia e Nigéria é reforçado pelo zagueiro titular Ermin Bicakcic, que vê o time do leste europeu melhor que o africano: “Vamos dar o nosso melhor contra a Nigéria. Temos alguns dias para nos preparar. Acho que temos boas chances contra eles. Assisti a partida da Nigéria contra o Irã e sei que precisamos tomar muito cuidado. Eles são perigosos. Porém, acho que temos um conjunto melhor e, com isso, poderemos avançar para a fase seguinte”.

A “decisâo” entre Nigéria e Bósnia está marcada para o próximo sábado, às 18 horas, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Caso os europeus triunfem, subirão ao segundo lugar independente do resultado entre Argentina e Irã. No entanto, em caso de derrota a seleção comandada pelo atacante Edin Dzeko será automaticamente eliminada.

AFP
O zagueiro Ermin Bicakcic (à esquerda) foi bem e dificultou a vida do trio ofensivo da Argentina, formado por Messi, Agüero e Di María