Futebol/Bastidores - ( )

Botafogo tem que encarar trânsito para treinar após ceder estrutura à Fifa

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A ideia do técnico Vagner Mancini é aproveitar o período de treinos durante a Copa do Mundo, que paralisou a disputa do Campeonato Brasileiro, para poder acertar o time e fazer o Glorioso brigar na parte de cima da tabela de classificação. Porém, o clube vem sofrendo muito para poder executar esse plano. Isso por conta das dificuldades encontradas para a realização de treinos.

Com General Severiano e Engenhão cedidos à Fifa para treinos de seleções que jogam a Copa do Mundo, o Botafogo encontrou como sua nova casa o Cefan, centro de treinamento que fica na Penha, Zona Norte da cidade. O deslocamente diário, duas vezes, para atividades em tempo integral, entre a sede do clube, na Zona Sul, e o local dos treinos, tem sido complicado. Isso porque o trânsito na capital carioca sofreu diversas alterações por conta do Mundial.

Diante deste cenário a comissão técnica optou por cancelar os treinos previstos para a parte da tarde. Os jogadores comparecem ao treino bem cedo, fugindo do trânsito da manhã, e as atividades são esticadas até o início da tarde. Tudo para minimizar os efeitos das horas perdidas.

No início de julho a delegação ficará treinando no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), na Região dos Lagos, mais precisamente na cidade de Saquarema (RJ). Serão cerca de dez dias, onde Mancini finalmente vai poder trabalhar aspectos táticos e técnicos, uma vez que desde que o elenco retornou aos trabalhos, na segunda-feira, o grosso da preparação tem sido o trabalho físico, para colocar o plantel em condições de aguentar a maratona do segundo semestre, quando, além do Brasileirão, acontecerá a Copa do Brasil.

Divulgação/Botafogo F. R.
Glorioso tem sido obrigado a treinar longe de General Severiano durante a Copa (foto: Vitor Silva/SSPress)
Existe ainda a possibilidade da realização de um amistoso contra o xará Botafogo, só que da Paraíba, no dia 3 de julho. O clube carioca recebeu o convite por parte da Federação Paraibana de Futebol para participar da reinauguração do Estádio Almeidão, em João Pessoa (PB), em reforma desde o início de 2013. A ideia do jogo é do Governo do Estado da Paraíba, que pretende reeditar a partida inaugural do estádio, em 1975, e que reuniu os dois Botafogos. Naquela ocasião os cariocas ganharam por 2 a 0, com o ex-atacante Tiquinho, falecido em 2009, marcando o primeiro gol do Almeidão aos 15 minutos do primeiro tempo. O Governo, inclusive, arcaria com todas as cotas e com as despesas de viagem e estadia.

Nesta sexta-feira o elenco participou de mais um treino no Cefan. O atacante Emerson Sheik, que não vinha treinando por conta de uma crise de sinusite, voltou a trabalhar com os demais companheiros. Já o meia Carlos Alberto, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, aprimorou a parte física, assim como o volante Marcelo Mattos, que se recupera de uma cirurgia no lado direito do quadril e deu voltas ao redor do gramado. O próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro será no dia 16 de julho, quando o Glorioso visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Fora de campo a diretoria segue trabalhando para colocar em dia os salários atrasados, que já completam dois meses de maneira irregular. O Glorioso está na Justiça, em conjunto com sindicatos de funcionários de clubes e de jogadores, a fim de conseguir a liberação de receitas penhoradas para conseguir colocar em dia a folha salarial. As dificuldades neste quesito impedem ainda que os dirigentes botafoguenses sejam mais agressivos no mercado em busca de reforços para melhorar o elenco para a sequência da temporada.