Futebol/Copa 2014 - ( )

Brasil revê o México em Fortaleza em busca da liderança isolada

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

Assim como ocorreu na campanha vitoriosa da Copa das Confederações do ano passado, o México será o segundo adversário do Brasil em sua Copa do Mundo. O Castelão, em Fortaleza, sediará a partida novamente. Só resta o Brasil repetir também o resultado positivo daquele encontro para se isolar na liderança do grupo A da competição.

“Mas o México é sempre um adversário complicado para nós, brasileiros. Lembrem-se de que, no ano passado, o Brasil só fez o seu segundo gol nos acréscimos do segundo tempo”, advertiu o técnico Luiz Felipe Scolari, mencionando a vitória por 2 a 0 de 19 de junho de 2013, em que os atacantes Neymar e Jô anotaram para a Seleção. “Vamos continuar insistindo que devemos respeitar o México, mas sabendo que uma vitória nos deixará em uma situação altamente confortável”, completou.

De fato, o Brasil já poderá começar a pensar nas oitavas de final se superar os mexicanos na capital cearense. O time de Felipão soma 3 pontos até então, consequência da vitória por 3 a 1 sobre a Croácia na abertura da Copa. O México fez 1 a 0 sobre Camarões.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Autor de dois gols contra a Croácia, Neymar está animado para liderar o Brasil, com ou sem Hulk
Na disputa entre os vitoriosos da chave, Felipão gostaria de contar com a escalação do jogo contra os croatas, a mesma utilizada também contra o México na Copa das Confederações. O atacante Hulk, no entanto, sentiu um incômodo na coxa esquerda no treinamento de domingo e virou dúvida. Não foi constatada lesão muscular no jogador, que não treinou na véspera da partida.

Felipão não confirmou se contará ou não com Hulk nesta terça-feira. Com direito até a treinamento secreto para fazer mistério, o técnico tem o atacante Bernard e os meio-campistas Willian e Ramires como eventuais substitutos. “Acho que escolhi bem os nossos 23 jogadores, então não haverá problema se o Hulk não puder jogar”, disse.

Se há possibilidade de desfalque, o Brasil espera ter novamente um reforço ao seu lado. O time ficou animado por não ter sido alvo de vaias mesmo com a desvantagem no placar contra a Croácia e quer sentir o mesmo calor em Fortaleza. “O povo nordestino sempre recebe bem à Seleção. Já estivemos aqui na Copa das Confederações e ficamos até surpresos com aquela festa toda. Aí, na hora do Hino, eles cantam daquela forma... Isso nos deixa bem motivados”, afirmou o zagueiro e capitão Thiago Silva.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Giovani dos Santos é uma das esperanças mexicanas na tentativa de surpreender o Brasil
O México, contudo, também está motivado. Há diversos torcedores mexicanos na capital do Ceará desde a semana passada, à espera do jogo contra o Brasil e ainda mais empolgados pelo resultado da primeira rodada. “A primeira vitória trouxe uma grande tranquilidade para encararmos o Brasil e dar mais um passo rumo ao objetivo que temos. Mas a Seleção Brasileira é complicada, muito complicada”, respeitou o atacante Peralta.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X MÉXICO

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 17 de junho de 2014, terça-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Cuneyt Cakir (Turquia)
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Bernard (Ramires), Fred e Neymar
Técnico: Luiz Felipe Scolari

MÉXICO: Ochoa; Rodríguez, Héctor Moreno e Rafa Márquez; Aguilar, Herrera, Vásquez, Guardado e Layún; Giovani dos Santos e Peralta
Técnico: Miguel Herrera

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade