Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Cáceres sofre fratura na mão esquerda e deixa treino do Flamengo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Ney Franco recebeu uma notícia ruim na manhã desta sexta-feira, quando estava montando o Flamengo para o jogo-treino do próximo domingo, às 10 horas (de Brasília), no Ninho do Urubu, diante do Tupi-MG. O volante Víctor Cáceres, que deixou o treino de quinta-feira reclamando de fortes dores na mão esquerda, sofreu uma fratura no local, diagnosticada pelo departamento médico. Sendo assim, ele está fora do duelo contra os mineiros, que servirá de preparação para a sequência do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

Cáceres é considerado titular pelo comandante do Fla e o treinador esperava poder contar com ele, uma vez que o jogador ficou de fora das últimas partidas antes do recesso por problemas de lesão e também por estar servindo à seleção do Paraguai em amistosos internacionais. O paraguaio foi liberado para ficar em casa até a próxima terça-feira, quando voltará ao clube para ser examinado. Cáceres teve que ficar engessado já que a lesão foi diagnosticada no quarto metacarpo da mão esquerda. Recife não joga pelo Flamengo desde a vitória de 2 a 1 sobre o Emelec, no Equador, pela Copa Libertadores. Naquela ocasião o time ainda era dirigido por Jayme de Almeida.

Sem poder contar com Cáceres, Ney Franco escalou Recife como titular do meio-de-campo e praticamente definiu o Flamengo para o jogo-treino deste domingo. Se o paraguaio não vai poder atuar, pelo menos o treinador recebeu a boa notícia de que poderá contar com o atacante Alecsandro, que está recuperado de lesão no tornozelo direito. O jogador não vinha treinando esta semana, sendo preservado, mas participou totalmente do treino desta sexta-feira, sendo assim, ganhou condições de compor a dupla de ataque com Paulinho. Vale lembrar que Hernane, que disputa posição com Alecgol, segue reclamando de dores no tornozelo direito e está entregue ao departamento médico.

Na atividade desta sexta-feira, Ney Franco procurou corrigir o posicionamento dos jogadores e pediu muita movimentação no ataque. O treinador escalou o time principal com: Paulo Victor, Wallace, Chicão e Samir; Leonardo Moura, Recife, Elano, Everton e André Santos; Paulinho e Alecsandro. Se nada de anormal acontecer no treino desta manhã de sábado, este será o time para o jogo-treino contra o Tupi-MG, que está disputando a Série C do Campeonato Brasileiro.

O Flamengo vem se preparando para retornar melhor no Campeonato Brasileiro, uma vez que a participação nos nove primeiros jogos, antes de a competição ser paralisada para a Copa do Mundo, foi muito ruim. O time ocupa a penúltima colocação, na zona de rebaixamento, à frente apenas do Figueirense. O fato irritou bastante à torcida, que vem organizando protestos pedindo, dentre outras coisas, a contratação de reforços.

Para piorar mais a situação, a negociação com o volante argentino Héctor Canteros, de 25 anos, esfriou mesmo com o Flamengo tendo acertado as bases salariais com o jogador e a parte burocrática com o Vélez Sarsfield. Isso porque os empresários do jogador exigiram que o clube brasileiro pague um valor extra de comissão pela transferência, algo que o diretor executivo de futebol do clube, Felipe Ximenes, descartou. Sendo assim, a transação, que poderia ser concretizada nesta sexta-feira, conforme era o planejamento do clube carioca, parece que pode até mesmo não sair do papel. O fato deixou os dirigentes flamenguistas muito irritados, já que o pedido de comissão foi de última hora.