Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Campeão em 90 com o Corinthians, ex-lateral Giba morre aos 52 anos

São Paulo (SP)

O ex-técnico e lateral direito Antônio Gilberto Maniaes, mais conhecido como Giba, faleceu em São Paulo aos 52 anos na madrugada desta terça-feira. Internado no Hospital Sírio-Libanês desde o início da semana em estado grave, o ex-jogador sofria de uma amiloidose.

A doença de Giba, que afetou seus rins, é considerada rara pelos médicos e se desenvolve silenciosamente. O ex-jogador será velado e cremado em Campinas, no interior de São Paulo, onde morava com a esposa e uma filha.

Natural de Cordeirópolis, interior de São Paulo, Giba foi revelado pelo Independente de Limeira, no início da década de 80, e logo se transferiu para a arquirrival Internacional. Em seguida, se mudou para o União São João de Araras.

Em 1984, chegou ao Guarani, onde ganhou maior projeção, ajudando o time campineiro a chegar ao vice-campeonato brasileiro de 1986. Em 1989, se mudou para o Corinthians, onde se consagrou ao conquistar o Campeonato Brasileiro de 1990, primeiro título nacional do alvinegro.

Divulgação
Ídolo do clube, Giba dirigiu o Paulista no Estadual de 2014 (Foto: Paulista FC)

Ficou no Timão até 1993, quando se aposentou precocemente devido a um problema no joelho. Em 1996, iniciou a carreira como técnico no Paulista, onde se tornou ídolo, com quatro passagens, a última no Paulistão deste ano, que também foi seu último trabalho como técnico. No clube de Jundiaí, venceu a Copa São Paulo de 1997, a Série A-2 do Paulistão de 2001 e o título da Série C do Brasileirão no mesmo ano, Dirigiu ainda diversos clubes, entre eles o Santos, o Guarani e o Sport.