Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Capitão argelino festeja vitória, mas alerta para apagão no 2º tempo

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A primeira vitória da Argélia após 32 anos numa Copa do Mundo foi muito comemorada pelos milhares de torcedores argelinos que foram ao Beira-Rio neste domingo. O capitão Bougherra não escondeu sua satisfação com o resultado positivo, mas também alertou para duas coisas: o mau começo de segundo tempo da equipe africana e a necessidade de ao menos empatar com a Rússia para chegar às oitavas de final.

“Nós estamos muito contentes pela vitória, mas acho que nos perdemos um pouco no segundo tempo. A Coreia do Sul nos apresentou alguns problemas nos primeiros 20 minutos, e tivemos um momento difícil. Mas o importante é que ganhamos”, destacou o zagueiro de 31 anos, que atua no futebol do Catar. A Argélia abriu 3 a 0 sobre os coreanos no primeiro tempo, e sofreu um gol no começo da etapa complementar.

Edu Andrade/Gazeta Press
Argelinos comemoram primeira vitória em Mundiais após 32 anos

Projetando a próxima rodada, Bougherra entende que a Argélia precisa de concentração máxima para chegar às oitavas. A equipe obterá a vaga se empatar com a Rússia (desde que a Coreia não goleie a Bélgica) ou vencê-la em Curitiba: “não terminou nada ainda. Temos que ganhar da Rússia, ou, se empatarmos, ver como fica a pontuação da Coreia”, frisou.

O técnico Vahid Halilhdozic atacou a imprensa argelina após a vitória por 4 a 2 deste domingo: “vocês sempre criticam. O povo nunca perde a confiança. Quero dedicar a vitória ao povo argelino, que aguarda este resultado há muito tempo. Talvez algumas pessoas não estejam felizes com esse resultado. Tenho pena de vocês”, disparou o treinador, em direção a jornalistas do país em entrevista coletiva.