Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Carlos Queiroz atribui derrota do Irã a Messi e arbitragem

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Irã atendeu bem as expectativas do técnico português Carlos Queiroz, e por pouco não conquistou um empate contra os argentinos no Mineirão. O treinador da equipe iraniana entende que a partida aconteceu conforme o esperado, mas segundo ele, o talento de Messi fez a diferença no final, juntamente com a interferência da arbitragem, que prejudicou o Irã segundo Queiroz.

“Aconteceu o que a gente esperava. A Argentina controlando o jogo cheio de emoções. Trabalhamos bem na defesa, mas duas personalidades fizeram a diferença. Conseguiram o resultado por causa do Messi, que procura o espaço certo. A segunda personalidade é o árbitro”, disse Queiroz.

O treinador do Irã entende que a arbitragem servia de Milorad Mazic prejudicou o jogo ao não marcar um pênalti em favor dos iranianos, que poderia ter mudado a história da partida. “Teve um pênalti claro que não foi dado. Fico frustrado porque um arbitro a cinco metros do lance não deu o pênalti que deveria ter dado”, reclamou.

Questionado sobre o futuro do Irã na Copa do Mundo, Carlos Queiroz garantiu que vai procurar manter o foco, mas ficou satisfeito com o que o time fez no Mineirão. “Posso garantir que precisamos nos recuperar porque foi um jogo difícil. Temos que manter o foco do grupo. Contra a Argentina não descansamos e procuramos dar trabalho. Foram duas equipes que competiram, mas o Messi foi fantástico”, concluiu.

AFP
O atacante Dejagah reclamou de um pênalti a favor do Irã no segundo tempo da partida no Mineirão