Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Casillas toma gol 40 minutos antes de recorde de Zenga e leva mais quatro

Salvador (BA)

Iker Casillas tinha na estreia da Espanha na Copa do Mundo de 2014 a possibilidade de quebrar o recorde de invencibilidade do goleiro Walter Zenga, estabelecido no Mundial de 1990. Levou um golaço de Van Persie 40 minutos antes do momento em que ultrapassaria o italiano e foi castigado buscando outras quatro bolas na rede na derrota por 5 a 1 para a Holanda.

O espanhol havia passado toda a fase final da Copa da África do Sul sem ser vazado, com quatro vitórias por 1 a 0. Seu último gol sofrido na principal competição de futebol havia sido ainda na primeira fase em 2010, no triunfo por 2 a 1 sobre o Chile. Assim, ficou 477 minutos com a meta intransponível.

Se não ultrapassou Zenga na Fonte Nova, Casillas deixou para trás o alemão Sepp Maier (475 minutos) e o italiano Gianluigi Buffon (460). Assim, assumiu o segundo lugar na lista dos goleiros que por mais tempo permaneceram invictos na história das Copas do Mundo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Casillas falhou, mas se igualou a Zubizarreta como o espanhol que mais jogou em Copas: 16 jogos
No momento a que teria de chegar com a Holanda no zero, o goleiro da Espanha já tinha levado cinco gols. Embora tenha feito boas intervenções, esteve longe de uma atuação segura, saindo mal no terceiro tento laranja – embora reclame de falta – e entregando no pé de Van Persie o quarto.

Casillas não foi propriamente o culpado no quinto, no qual Robben deixou toda a defesa da Espanha para trás. Porém, depois de frustrar o atacante holandês na final do último Mundial, foi deixado no chão pelo melhor jogador da partida em Salvador. No fim, poderia ter tomado mais.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade