Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Chilenos sem ingresso passam por grade e entram no Maracanã

Tossiro Neto Rio de Janeiro (RJ)

Cerca de dez torcedores do Chile conseguiram entrar no Maracanã sem ingresso, na tarde desta quarta-feira, antes da partida contra a Espanha. Alguns deles, no entanto, foram localizados depois e retirados do estádio.

A invasão, ocorrida há menos de duas horas do jogo, não despendeu muita habilidade. Eles forçaram duas grades acorrentadas por um cadeado, afastaram-as e passaram entre elas, tendo acesso ao setor de imprensa, sem serem notados pelos guardas municipais.

Quem os identificou, já dentro do estádio, foram fiscais. Foi fácil notá-los porque eles acessaram um local onde todos - não apenas jornalistas, mas também voluntários e funcionários da Fifa - carregam no pescoço uma credencial. Além disso, vestiam camisas da seleção e de equipes chilenas e caminhavam desorientados.

Tossiro Neto/Gazeta Press
Guardas não notaram a invasão; fiscais de segurança retiraram alguns torcedores e tentaram reforçar a grade
Os próprios fiscais retiraram os invasores identificados, que saíram sem oferecer resistência. Porém, é provável que nem todos tenham deixado o Maracanã. Em contrapartida, se quiserem chegar às arquibancadas, necessitarão de credencial autorizada e ingresso de mídia.

Segundo a Polícia Militar, não há ocorrência registrada até o momento. Apenas um torcedor deu queixa de um ingresso falso, mas o cambista não foi pego em flagrante nem encontrado.

Chile e Espanha jogam logo mais em situações diferentes. A equipe sul-americana busca uma vitória para se classificar às oitavas de final de forma antecipada. Campeões da edição passada, em 2010, os europeus, derrotados na estreia, lutam para não serem eliminados.