Copa do Mundo 2014/ Estados Unidos - ( - Atualizado )

Com 15 minutos de treino aberto, EUA não têm definição para oitavas

Salvador (BA)

A um dia do duelo das oitavas de final da Copa do Mundo contra a Bélgica, às 17 horas, na Arena Fonte Nova, a seleção dos Estados Unidos abriu seu treino à imprensa apenas durante 15 minutos, na manhã desta segunda-feira, no Estádio de Pituaçu. Sem poder assistir ao treino tático, os jornalistas que compareceram ao treinamento não puderam ter a menor ideia do time que vai entrar em campo diante dos belgas.

Nesses 15 minutos, os jogadores americanos fizeram um treino descontraído, com rodas de bobo e trabalharam também a parte física. Os goleiros Howard e Guzan treinaram em separado e com bola.

Um fato que preocupa os fãs estadunidenses é que o volante Jermaine Jones não participou das atividades físicas como os outros atletas e preferiu ficar sentado em cima de uma bola durante os trabalhos.

Inicialmente os americanos treinariam nesta segunda, às 18h45, na Arena Fonte Nova e após isso, Klinsmann e Clint Dempsey concederiam entrevista coletiva. No entanto, para preservar o gramado do local da partida, a Fifa alterou a programação.

Os Estados Unidos têm a chance de igualar sua melhor marca em mundiais desde que a Copa do Mundo apresenta 32 seleções disputando o título. Caso vençam a Bélgica, os sobrinhos do Tio Sam chegarão às quartas de final e repetirão o feito de 2002, na Coreia e Japão.

No entanto, a tarefa não será fácil. No confronto direto, a equipe europeia leva ampla vantagem frente à americana. Foram cinco jogos, com quatro vitórias da Bélgica contra apenas uma dos Estados Unidos. Os belgas balançaram mais as redes também, com oito gols, contra cinco dos norte-americanos.

AFP
O técnico Jürgen Klinsmann pode levar os Estados Unidos novamente a umas quartas de final de Copa do Mundo