Futebol - ( - Atualizado )

Com "febre de Copa", Nash viaja torcendo por Inglaterra e Brasil

Manhattan Beach (Estados Unidos)

O armador Steve Nash, do Los Angeles Lakers, está com “febre de Copa”. O canadense, que jogava futebol no colégio e acredita que poderia ter se profissionalizado no esporte, está a caminho do Brasil. Ele assistirá a jogos em São Paulo e no Rio de Janeiro, com atenção particular a duas seleções.

“Minha família é inglesa. Então, sempre torci pela Inglaterra. Em segundo lugar, estou de olho no Brasil. Adoro como eles jogam. Adoro Neymar. Adoraria vê-los ganhar no Brasil, especialmente com os protestos e tudo o mais. Adoraria vê-los se saindo bem em seu país”, afirmou o jogador de basquete ao site Mashable.

Nash é torcedor fanático do Tottenham e passou a acompanhar o Corinthians pela amizade com o alvinegro Leandrinho Barbosa, com quem jogou no Phoenix Suns. Por um mês, deixará a preferência clubística de lado para acompanhar o Mundial no país do futebol.

Divulgação
Nash tem orgulho por ter batido bola com Zidane em um treino da seleção francesa
“Estarei em São Paulo para um jogo, mas ficarei mais no Rio, curtindo, vendo alguns jogos e, especialmente, tentando aproveitar a atmosfera. Você pode definitivamente dizer que estou empolgado. Um amigo meu estava dizendo: ‘Você está com febre de Copa do Mundo’. E, sim, estou certamente varrido”, comentou.

Camisa 10 dos Lakers pelo significado do número no futebol, o armador de 40 anos não ficará até o final do Mundial no Brasil. Sua estadia será de 12 justamente porque ele tem uma pelada para jogar em Nova York. É o “Steve Nash Foundation Showdown”, um evento anual beneficente que reúne jogadores de futebol e de basquete e já teve a presença de gente como Tony Parker e Thierry Henry.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade