Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Com grupo emocionado, Thiago Silva avisa que só quer choro de alegria

Belo Horizonte (MG)

Muitos jogadores do Brasil deixaram o campo emocionados após a vitória nos pênaltis sobre o Chile nas oitavas de final da Copa do Mundo. Alguns demonstraram esse sentimento antes mesmo dos tiros da marca penal, como o zagueiro Thiago Silva, que fez um aviso aos companheiros.

“Falei antes de entrar em campo que, se eu visse alguém chorar, que fosse de alegria. É o que vou falar de novo agora”, afirmou ainda no gramado o capitão, que havia se isolado dos demais atletas ao fim da prorrogação, sentando-se em uma bola com os olhos marejados.

“Procurei ficar sozinho. Pedi ao Papai do Céu para abençoar os nossos batedores e, especialmente, o Júlio, que tinha uma história muito radical na última Copa do Mundo”, comentou Thiago, recordando a má atuação e as subsequentes críticas a Júlio César na eliminação de 2010, contra a Holanda.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Jogadores da Seleção Brasileira se emocionaram com a classificação sofrida às quartas de final
Desta vez, o goleiro se saiu melhor, com ao menos uma defesa difícil durante os 120 minutos de empate por 1 a 1 com os chilenos. Nos tiros da marca penal, pegou duas bolas e contou com a trave, que já o havia ajudado nos instantes derradeiros do tempo extra.

“Ele falou: ‘Bate com confiança que eu pego três’. Caraca! Parece que está escrito. O Chile foi um grande adversário, mas, mesmo na dificuldade, encontramos forças para seguir. O importante é que o grupo está junto, independentemente das falhas”, disse o capitão.

Thiago Silva, por fim, previu dificuldades ainda maiores na(s) próxima(s) partida(s) do Brasil na Copa. “A gente precisa trabalhar e se concentrar ainda mais, porque vai ficar mais difícil. Mas que seja no tempo normal, porque com pênaltis de novo a gente mata alguém.”