Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Cotado para entrar, Torres se esquiva de responsabilidade por gols

Tossiro Neto Rio de Janeiro (SP)

A presença de Fernando Torres na entrevista coletiva oficial da Fifa, nesta terça-feira, véspera da partida contra o Chile, foi um forte indício de que ele será escalado por Vicente del Bosque como titular na seleção espanhola. Mas o atacante, que conversou com a imprensa antes do treinamento no Maracanã, sorriu e negou já ter essa resposta.

"É melhor perguntar para o técnico", falou, rindo. "A gente ainda não sabe qual vai ser a escalação, mas tenho a impressão de que isso é o que menos importa. A gente tem que ganhar".

A campeã mundial de 2010 tem que ganhar porque foi goleada por 5 a 1 pela Holanda, na estreia da edição atual do torneio, e não pode sofrer novo tropeço. Na teoria, um empate também não a eliminaria nesta rodada, mas, depois, precisaria tirar um saldo de gols muito desfavorável.

Cotado para assumir a vaga de Diego Costa (brasileiro naturalizado espanhol que foi muito vaiado pela torcida brasileira, em Salvador), Torres demonstrou confiança em obter o resultado positivo, mas, ao ser questionado se se sentia em débito por não ter feito nenhum gol na campanha de quatro anos atrás, deixou claro que não é exclusivamente sua a responsabilidade.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Quatro anos atrás, atacante espanhol não balançou a rede nenhuma vez na campanha do título mundial
"Cada um tem sua parcela de responsabilidade para tentar estar à altura desse compromisso. Estar na Copa do Mundo não é fácil, e a gente teve um resultado adverso no primeiro jogo, mas sempre demos resposta em situações adversas. Se tiver que perder, vamos perder em equipe. Se tiver que ganhar, seremos os 23, o técnico, toda a equipe", comentou.

Ao final da entrevista do atacante, Del Bosque admitiu que estuda alternativas em relação ao primeiro jogo, mas não confirmou o time que entrará em campo às 16 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no Maracanã. Também não deu pistas da formação nos 15 minutos em que a imprensa teve acesso ao último treino espanhol.