Futebol - ( - Atualizado )

Croácia elimina Camarões, ajuda Brasil e vai brigar com México por vaga

Manaus (AM)

A Croácia não encontrou maiores dificuldades para eliminar Camarões da Copa do Mundo. Bem mais organizada do que a equipe africana, a formação do leste europeu se impôs, aproveitou a expulsão de Song ainda no primeiro tempo e levou a melhor por 4 a 0 na Arena da Amazônia.

O resultado ajudou o Brasil no sentido de que os comandados de Luiz Felipe Scolari enfrentarão uma equipe eliminada na última rodada do Grupo A, na próxima segunda-feira. A Croácia duelará com o México – que jogará pelo empate – para avançar às oitavas de final.

No cenário menos complicado que causaria uma eliminação da Seleção, é necessária uma derrota para Camarões, com empate entre croatas e mexicanos em Pernambuco. A outra possibilidade é o México perder e o Brasil ser derrotado por dois gols de diferença a mais. Em resumo, a situação verde-amarela é confortável.

Para superar os camaroneses em Manaus, a Croácia contou com ótima atuação de Perisic, que achou um lindo passe para Olic abrir o placar aos dez minutos do primeiro tempo. Com um a mais, ficou fácil construir uma goleada na etapa final. Fecharam o placar Perisic e Mandzukic, este com duas bolas na rede.

AFP
Perisic se destacou e marcou o segundo gol na tranquila vitória da Croácia na Arena da Amazônia
Organização supera desorganização
Com a necessidade de vencer para manter reais chances de classificações – e sem o contundido Eto’o –, Camarões não começou mal a partida. Era boa a presença no ataque, especialmente com as chegadas de Mbia pela direita, mas logo ficou clara a melhor organização dos quadriculados.

A recomposição dos africanos na marcação era bem lenta. Aos dez minutos, um cruzamento da direita foi parcialmente cortado por Nkoulou, o que não foi suficiente. Perisic ficou com a sobra na entrada da área, pela direita, e achou um passe preciso para Olic, que entrou nas costas de Mbia e concluiu do bico da pequena área.

O gol escancarou a melhor disposição tática dos croatas, que passaram a ditar o ritmo e a aproveitar as tentativas camaronesas de ataque no improviso. A equipe manteve o controle do jogo e teve sua tarefa facilitada com a expulsão de Song, que agrediu Mandzukic com uma grotesca cotovelada durante um contragolpe.

Volker Finke tentou dar um jeito em Camarões com a entrada de Nounkeu, no intervalo, mas, com dez, ficou difícil. Logo aos dois minutos da etapa final, Perisic partiu da esquerda após saída errada do goleiro Itanjde, avançou pela esquerda e bateu de pé esquerdo o gol enquanto o arqueiro saía para cortar um imaginário cruzamento.

Logo em seguida, Sammir deixou Mandzukic na cara do gol, mas uma tentativa ruim de cavadinha desperdiçou a oportunidade. O terceiro acabou saindo aos 15, em batida de escanteio da esquerda. Suspenso na estreia contra o Brasil, Mandzukic cumpriu a promessa de bola na rede subindo sozinho e cabeceando no canto direito.

AFP
A expulsão de Song aos 39 minutos do primeiro tempo facilitou a tarefa da seleção croata
A essa altura, os camaroneses já estavam entregues. O placar foi fechado aos 27, quando Eduardo da Silva, que não entrara havia muito tempo, bateu cruzado. Itandje deu rebote, e Mandzukic aproveitou a posição legal oferecida por Mbia para fazer um dos gols mais fáceis de sua carreira.

Com a parada decidida, houve ainda chances para as duas equipes. De um lado, Moukandjo desperdiçou a oportunidade mais clara de Camarões errando a pontaria dentro da área. Do outro, Rakitic saiu na cara de Itanjde, tirou o goleiro, mas viu a bola sair.

Webo parou em Pletikosa em outra boa jogada dos camaroneses, que demonstraram seu nervosismo em uma troca de agressões entre Assou-Ekotto e Moukandjo. Sobreviveu a seleção mais preparada para a Copa do Mundo.