Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Após eliminação, Del Bosque destaca geração espanhola

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Uma eliminação precoce em uma Copa do Mundo seria suficiente para manchar a história de uma geração vitoriosa, que conquistou suas Eurocopas, um Mundial, revolucionou a maneira de jogar futebol e criou uma legião de fãs pelo mundo? Para o técnico Vicente Del Bosque, que falou após a vitória sobre a Austrália por 3 a 0, a resposta é um retumbante não.

“Sou treinador da seleção há seis anos e nesse período nós permanecemos no primeiro lugar do ranking da Fifa. É uma geração que fez escola, com grande comportamento pessoal dos atletas. Desta vez a gente perdeu. Mas, temos que perder com a cabeça erguida”, afirmou o ‘Míster’, “O futuro de nossa seleção estará sempre a salvo independentemente do técnico. Temos uma boa base, jogadores que não são veteranos, mas são muito bons”, acrescentou.

Sobre o jogo, o treinador admitiu que o adversário começou melhor e chegou a se preocupar com isso, mas aos poucos o tiki-taka voltou a funcionar. “Tínhamos visto a Austrália contra o Chile e a Holanda, e vimos que no inicio do jogo eles estavam nos sufocando, e isso desperta incerteza. Mas os jogadores foram amadurecendo. Vamos partir felizes com o resultado. Não com nossa participação na Copa, é claro”, avaliou.

AFP
Vicente Del Bosque afirmou que irá partir feliz com a atuação da Espanha contra a Austrália
Porém, a Copa do Mundo já é assunto passado e, com o foco na Eurocopa 2016 e, principalmente, na renovação do grupo, Del Bosque preferiu não anunciar seu futuro no cargo, e deixará para a volta a seu país a primeira definição que dará o pontapé inicial nesse processo. “Não tenho nenhum prazo definido. Vou conversar com o presidente para ver a melhor solução para nosso futebol. Sem nenhum drama. Vamos fazer o que for melhor para nosso futebol”, concluiu.

A Espanha embarca ainda no final da tarde desta segunda-feira, em vôo fretado, de volta para casa. Ironicamente, no momento em que a Roja, atual campeã, estará voando, o Brasil estará em campo buscando sua classificação diante de Camarões e, quem sabe, dando mais um passo para trazer de volta a taça que não embarcou no avião.