Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Depois de gol anulado, Dzeko lamenta eliminação e critica arbitragem

Cuiabá (MT)

Após a derrota por 1 a 0 para a Nigéria no último sábado, a Bósnia e Herzegovina está fora da Copa do Mundo. Em sua primeira participação, a equipe perdeu para a Argentina por 2 a 1 na estreia e não somou pontos. O encerramento na participação da seleção será na próxima quarta-feira contra o Irã, que ainda tem chances de se classificar. O atacante Edin Dzeko lamentou a eliminação e demonstrou revolta com a arbitragem, que anulou um gol legal.

Segundo o jogador do Manchester City, o juiz foi responsável por mudar o resultado da partida, e assim como a Bósnia, deveria voltar para casa. "Estamos indo para casa. Estamos tristes por causa disso, mas o árbitro deveria ir para casa porque ele mudou o resultado, o jogo. A gente tentou voltar ao jogo após o gol, em que claramente foi falta no capitão”, declarou.

O lance a qual Dzeko se refere foi uma disputa entre o capitão Spahic e atacante nigeriano Emenike. Dzeko também lembrou o gol que marcou no primeiro tempo, quando recebeu a bola em posição legal e a bola balançou as redes de Enyeama, mas o auxiliar marcou impedimento. “Quando eu marquei, não estava impedido. Lutamos até o fim, mas não tivemos sorte. Esse juiz foi uma vergonha para a Copa", finalizou o atleta.

No Grupo F, a Argentina, com seis pontos, já está classificada. A Nigéria tem quatro pontos e o Irã tem um, e as duas equipes decidirão quem fica com a vaga na última rodada. Os nigerianos enfrentam os argentinos em Porto Alegre, na próxima quarta-feira, às 13h. No mesmo horário, o Irã busca a classificação contra a Bósnia, na Arena Fonte Nova.

AFP
Dzeko lamenta após eliminação da Bósnia diante da Nigéria (Foto: Jewel Samad/AFP)