Futebol/Copa 2014 - ( )

Desacreditada, Coreia do Sul lamenta falta de um líder

Foz do Iguaçu (PR)

A delegação sul-coreana retomou sua preparação após a goleada sofrida para a Argélia, para retomar os treinamentos visando o jogo que pode ser o último da Coreia do Sul nesta Copa do Mundo, contra a Bélgica, na Arena Corinthians, em São Paulo, às 17 horas (de Brasília).

O treinador Hong Myung-Bo deu ênfase aos exercícios de toque rápido durante o treinamento. Além do alto índice de bolas perdidas pela equipe no último jogo – 76 no total –, outro fator apontado como responsável pelo mau desempenho da equipe até a inexperiência do grupo: dentre os 11 jogadores titulares, sete nunca disputaram um Mundial.

“Falta uma liderança dentro de campo, ainda somos uma seleção inexperiente. No último jogo levamos três gols no primeiro tempo e quando voltamos para o jogo já era tarde demais”, admitiu Son Heung Min, atacante de 21 anos, autor de um dos gols da derrota para Argélia e tido como uma das esperanças do setor ofensivo sul-coreano.

Na última posição, com apenas um ponto somado e saldo negativo de dois gols, a classificação dos sul-coreanos precede de uma improvável vitória diante da líder Bélgica e depende de uma combinação de resultados com relação à outra partida do Grupo H, entre Rússia e Argélia.

AFP
Com viagem marcada para quarta-feira, equipe tenta ajustar erros durante treino (Foto:Jung Yeon-Je/AFP)