Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Dinheiro dos atletas ganeses chega em Brasília e encerra chance de W.O.

Brasília (DF)

Na noite desta quarta-feira, um avião oriundo de Gana desembarcou na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal, trazendo o dinheiro prometido aos atletas do país, que disputam a Copa do Mundo de 2014. De acordo com a AFP, o governo africano enviou cerca de US$ 3 milhões (cerca de R$ 6,7 milhões) para os estrelas negras, que ameaçaram um W.O. contra Portugal caso a quantia não fosse paga em cédulas vivas.

Ao ser retirado do avião, o dinheiro foi colocado em uma viatura, escoltada até a concentração por carros da Polícia Federal. Como ultrapassa o valor de US$ 10 mil, a quantia deve ser declarada à Receita Federal, sem necessidade de pagamento de tributo ou multa. Caso o requisito não seja atendido, o órgão federativo pode reter parcelas do montante.

Com o dinheiro em mãos, Gana se prepara para enfrentar os lusitanos, em partida válida pela última rodada do Grupo G. O compromisso ocorre às 13 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha. Completa a chave o encontro entre Estados Unidos e Alemanha, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE.

Para figurar nas oitavas de final da competição, os estrelas negras precisam vencer os portugueses e torcer por derrota dos norte-americanos contra os germânicos. Porém, os comandados de Jurgen Klinsmann possuem saldo de gols positivo (1), ao passo que os africanos apresentam o balanço de uma unidade negativa.

Entenda o caso – A discordância entre atletas e mandatários é em relação às bonificações financeiras. Os comandados de James Appiah exigiram o pagamento em dinheiro vivo, alegando que a prática é uma tradição no país. Porém, os diretores confirmaram que a remuneração viria por depósito em conta.

O imbróglio fez o treino desta terça-feira ser cancelado, no Centro de Treinamentos dos Bombeiros de Brasília, mas acabou resolvido com a intervenção do presidente John Dramani, que garantiu e intermediou o envio do montante.