Futebol - ( )

“Direto e transparente”, Felipão convence elenco com bronca pública

William Correia, enviado especial Goiânia (GO)

Ao ver seu time titular sofrer dois gols em contra-ataque no coletivo de domingo, Luiz Felipe Scolari definiu a equipe como “frouxa” em entrevista. Palavras duras, mas diretas e convincentes. Os jogadores da Seleção Brasileira entenderam a exigência do chefe e garantem fazer cobrança interna por evolução até a estreia na Copa, no dia 12.

“Sempre tentamos melhorar e evoluir porque é sempre muito bom. A cobrança é sempre muito boa, o Felipão é sempre direto e transparente, então sempre ouvimos da melhor maneira possível”, disse David Luiz, preferindo nem entrar em detalhes da melhora após a bronca. “Deixa o professor fazer suas análises. O que quero ver sempre na Seleção são jogadores que querem evoluir, isso é o mais importante.”

É o que Felipão tem visto. O treinador ainda avisa que a exigência feita publicamente e esboçada em seus gestos na Granja Comary no fim de semana não foi sua primeira cobrança mais dura, mostrando a sinceridade que líderes do elenco colocam como trunfo do comandante.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Felipão parece satisfeito com a resposta dada pelos jogadores após suas cobranças públicas
“Quando não está uma maravilha, eu falo. Muitas vezes não falo aqui, mas falo para eles lá dentro. Temos que ganhar mais oito jogos se quisermos ser reconhecidos, fazer história”, falou Scolari, falando do amistoso de sexta-feira, contra a Sérvia, e das sete partidas necessárias para ser campeão mundial.

O chefe, acima de tudo, tem esperança nos comandados. “Falta uma semana e meia, e eu digo ‘calma, que a gente vai chegar’. Falta um pouquinho ainda. Estou cobrando sempre mais porque é a função do técnico, mas, às vezes, preciso entender que não é o momento”, apontou o técnico, que, com certeza, sorri ao ouvir declarações públicas de obediência.

“Temos trabalhado muito e colocado na cabeça que precisamos evoluir muito mais ainda para chegar à Copa do Mundo e transformar o favoritismo por jogar em casa do papel para dentro do campo. Temos que evoluir muito e buscamos isso. Teremos mais um jogo e, depois, vamos com tudo nessa Copa do Mundo contra a Croácia”, afirmou Fred, em clara prova de que entendeu o recado.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade