Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Edu Gaspar critica estrutura, mas vê evolução na utilização da base

São Paulo (SP)

O Corinthians tem enfrentado problemas estruturais nas categorias de base, o que dificulta a observação e consequente utilização dos jogadores revelados pelo clube. Apesar de admitir as dificuldades criadas pela falta de um centro de treinamento que abrigue todos os times amadores do Timão, o gerente de futebol, Edu Gaspar, acredita que houve uma evolução na integração entre base e profissional depois que o ex-lateral Alessandro assumiu o posto de coordenador técnico.

“Hoje nós temos nove atletas da base no profissional. Conseguimos estreitar um pouco esse relacionamento. Estamos trabalhando. O Alessandro é um cara que já está fazendo esse elo da base com o profissional”, disse Edu em entrevista ao canal ESPN Brasil.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Corintianos recebem medalha de prata após perderem a final da Copa São Paulo deste ano para o Santos
“A estrutura física nos incomoda muito. Hoje todos os times treinam espalhados: sub-15, sub-17, sub-20, cada um em um canto, e nós precisamos de um CT ao lado do nosso. São detalhes que estamos melhorando. Quando a exigência do clube cresce, o dinheiro aumenta e a utilização de atletas na base fica menor, porque sempre se cobra a chegada de jogadores mais experientes”, afirmou.

As últimas competições internacionais disputadas por categorias inferiores da Seleção Brasileira refletiram o mau momento da base corintiana. O Alvinegro não teve nenhum jogador convocado para a Panda Cup e o Torneio de Toulon, disputados, respectivamente, pelas seleções sub-20 e sub-21.

Atualmente, apenas um jogador revelado pelas categorias da base do Corinthians é titular da equipe comandada por Mano Menezes: o lateral direito Fagner, que subiu para o profissional em 2006.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade