Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Oitavas deixam alerta a favoritos e prometem "ferver" sangue latino

Gustavo Rozzanti Amorim, especial para GE.net São Paulo (SP)

Após 15 dias de pura intensidade em campo, a Copa do Mundo teve um dia de descanso antes do começo da etapa que promete intensificar as emoções. Surpresas, decepções e um alto número de gols marcaram os primeiros 48 jogos do Mundial. Porém, agora é a fase eliminatória. Perdeu? Adeus.

Na Copa do Mundo que derrubou as apostas e bolões de todo o planeta, o jogo ofensivo tem se mostrado o principal destaque dentro dos gramados. Tanto que a bola balançou a rede por 136 vezes.

Se as seleções europeias serão minoria pela segunda vez na história (também consecutiva) nesta fase, Alemanha, Holanda e França têm tudo para se classificar e pelo menos diminuir a desvantagem em relação aos membros do continente americano, que terão obrigatoriamente duas baixas já no sábado.

Já os confrontos Brasil x Chile e Colômbia x Uruguai fazem a Copa América dentro da Copa do Mundo e prometem ferver os latinos. Na semifinal, apenas um restará. Emergentes, colombianos e chilenos testarão a força na primeira fase diante de dois campeões mundiais e se ainda tem valor o ditado de que a "camisa pesa".

Confira a análise especial que a GE.Net preparou para o que esperar das oitavas de final da Copa do Mundo: