Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Em duelo de líderes, Itália mede forças com a surpreendente Costa Rica

São Lourenço da Mata (PE)

Para manter a condição de seleção favorita do Grupo D, a Itália terá um complicado compromisso nesta sexta-feira, às 13 horas (de Brasília), na Arena Pernambuco. A adversária da Azzurra será a Costa Rica, grande surpresa da primeira rodada da Copa do Mundo. Após triunfarem sobre a Inglaterra, pelo placar de 2 a 1, os comandados de Cesare Prandelli almejam frear o ímpeto de La Sele, motivada pelos três pontos conquistados diante do Uruguai, em Fortaleza.

Nos treinamentos realizados no município carioca de Mangaratiba, Prandelli esboçou mudanças na configuração titular italiana. Insatisfeito com a postura de seu sistema defensivo, principalmente com o argentino naturalizado Paletta, o comandante promoveu a entrada de Abate na lateral direita, posicionando Chiellini como zagueiro. Assim, Darmian foi o responsável pelo setor esquerdo.

Recuperado da torção no tornozelo esquerdo, o ídolo Buffon retornará ao gol da Azzurra, no lugar de Sirigu. Por sua vez, o veloz meia-atacante Verratti poderá ser poupado pelo departamento médico, já que apresentou desgaste físico durante as atividades físicas e técnicas. Assim, o volante brasileiro Thiago Motta é cotado para assumir a titularidade, fator que promoverá mais liberdade ao experiente Pirlo na armação de jogadas.

Com o objetivo de evitar qualquer tipo de surpresa, Thiago Motta pregou respeito aos costarriquenhos e impôs o clima de final: “Eles jogam bem, principalmente no setor ofensivo, onde verticalizam o jogo e implementam velocidade. Além do mais, estão habituados a atuar com o clima quente que teremos em Pernambuco. Será uma partida muito difícil pela mescla entre entusiasmo e qualidade que eles apresentam. Por isso teremos que encarar o compromisso como uma decisão”, expôs.

AFP
Insatisfeito com a defesa, Prandelli sacou Paletta e promoveu a entrada de Abate na lateral direita

No lado da Costa Rica, o meia-atacante Crístian Bolaños admitiu usar o calor de São Lourenço da Mata como arma, mas também priorizou um fator essencial para o sucesso dos ticos no segundo jogo: “É preciso respeito com a Itália, assim como fizemos com o Uruguai. Cada partida é diferente e necessitamos de uma intensa movimentação para surpreender novamente. A Azzurra é forte, mas vamos tratar de complicar a partida. O clima será pesado para as seleções da Europa e precisamos aproveitar esse tipo de vantagem”, sintetizou.

Um dos destaques de La Sele no triunfo contra a Celeste Olímpica – ao lado do goleiro Navas e do atacante Campbell – o volante Cubero avisou que a configuração de Cesare Prandelli não é dependente apenas de Balotelli: “Ele não joga sozinho. Tem o Pirlo, que sempre realiza bons passes, o De Rossi, que executa uma marcação implacável no meio campo...por isso é preciso manter a concentração. Porém, estamos confiantes no nosso potencial”, finalizou.

AFP
Bem no triunfo costarriquenho sobre o Uruguai, o volante Cubero avisou: "Estamos confiantes no nosso potencial"

FICHA TÉCNICA
ITÁLIA x COSTA RICA

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Data: 20 de junho de 2014, sexta-feira
Horário: 13 horas (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses-CHI
Assistentes: Carlos Astroza-CHI e Sergio Roman-CHI

ITÁLIA: Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e Darmian; De Rossi, Thiago Motta, Pirlo, Marchisio e Candreva; Balotelli
Técnico: Cesare Prandelli

COSTA RICA: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Tejeda, Borges, Crístian Bolaños e Junior Díaz; Bryan Ruiz e Joel Campbell
Técnico: Jorge Luís Pinto