Bastidores/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Em São Paulo, metroviários desistem de greve nesta quinta-feira

São Paulo (SP)

Não houve um acordo entre as partes. Ainda assim, os metroviários de São Paulo descartaram a retomada da greve, que poderia acontecer nesta quinta-feira, dia da abertura da Copa do Mundo na capital paulista.

Em assembleia realizada nesta quarta-feira, com audiência intermediada pelo Ministério Público do Trabalho, os representantes do Metrô ainda não aceitaram o pedido de readmissão, que foi a principal reivindicação do sindicato.

Caso a greve continuasse, o governo paulista teria uma lista com 300 nomes de funcionários que poderiam ser demitidos por participarem da paralisação, segundo o Estado de S.Paulo.

Antes do anúncio de que não haveria greve nesta quinta-feira, o governador Geraldo Alckmin já havia garantido que o funcionamento do metrô estava garantido, com ou sem greve dos metroviários.

Manifestação - Um grupo de estudantes da USP bloqueou parte da Avenida Paulista, em apoio à greve dos metroviários e pedindo a recontratação dos 42 funcionários demitidos.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade