Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Empate em Caxias é visto como "pontos perdidos" por gremistas

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Não houve meias palavras: os jogadores do Grêmio admitiram que o empate deste domingo em 0 a 0 com o Palmeiras, em casa, não estava nos planos. O resultado deixa o Tricolor Gaúcho fora do G-4, ainda que perto dele: na 6ª colocação, com 15 pontos. O objetivo, porém, era ficar entre os quatro primeiros e o mais próximo da liderança possível – o Cruzeiro, agora, está quatro pontos à frente do time de Enderson Moreira.

“A gente precisava vencer. Esse era o resultado que mais nos interessava para ficarmos no topo da tabela. Agora é manter a cabeça no lugar, descansar e depois da parada voltar com tudo para recuperar os pontos perdidos”, analisou o volante Ramiro. “Não era mesmo o resultado que a gente esperava. Tivemos algumas chances, o Palmeiras também foi perigoso. O resultado foi ruim, mas não dá para a gente ficar se lamentando muito”, completou Edinho.

Para o goleiro Marcelo Grohe, a parada para a Copa do Mundo poderá ser importante para o Grêmio corrigir seus problemas. O ataque, por exemplo, é um deles: neste Brasileiro, o Tricolor marcou apenas sete gols em nove jogos – só Criciúma, Flamengo e Figueirense balançaram menos vezes as redes rivais.

“A nossa expectativa era fazer mais pontos, mas infelizmente não conseguimos. A gente sempre procura crescer, e a parada vai ser importante para isso. Viemos de um semestre desgastante, mas não acabamos tão longe do líder. Tem muito campeonato pela frente, estamos vivos”, entende o camisa 1 do Tricolor.

O elenco gremista receberá duas semanas de folga para se recuperar do desgaste do semestre – ao todo, o Tricolor já jogou 40 partidas em 2014, sendo 34 delas com os titulares. O primeiro jogo após a Copa está marcado para o dia 16 de julho, na Arena, diante do Goiás.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade