Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Enner Valencia não pensa em artilharia, mas já vive sonho de criança

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Homem do jogo, eleito pela Fifa, e candidato a artilheiro da Copa do Mundo após seus dois gols marcado na vitória do Equador sobre Honduras, por 2 a 1, Enner Valencia tenta manter os pés no chão e focar em uma possível classificação de seu país para a próxima fase da competição. E, para manter o sonho vivo, a primeira etapa foi bem cumprida.

“Não pensei ainda na artilharia. O mais importante é o grupo conquistar sua classificação. É obter os três pontos. Nossa vida estava em jogo e, se quiséssemos realizar nossos sonhos, e nos classificarmos, precisamos dos três pontos”, afirmou o jogador, que quer conhecer melhor o futebol francês para voltar a ter chances na terceira e decisiva rodada. “Contra a França será muito difícil. E um futebol muito complexo. E temos que estudá-los para saber como causar danos”, emendou.

AFP
Enner Valencia anotou todos os gols do Equador na Copa do Mundo até o momento. (Foto: Gabriel Bouys).
O segundo gol de Valencia saiu em jogada de bola parada dos pés de um velho companheiro, Ayovi, em um lance claramente ensaiado que por pouco não funcionou mais vezes na partida. “Nós jogamos juntos no Pachuca, nós praticamos o cruzamento, sei como ele chuta, e consegui fazer o gol graças a ele”, agradeceu o atacante.

Mas, além dos três pontos, os gols tiveram um gosto espacial para o jogador, que realizou um sonho de menino. “Estou muito feliz por ter marcado dois gols, que foram fundamentais para os três pontos. E essa felicidade que vivemos no vestiário, isso a gente vai levar conosco até o último jogo para tentar mais três pontos. São gols na Copa do Mundo e você sonha com isso desde criança. E hoje virou realidade”, concluiu.