Futebol Internacional/Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-presidente do Bayern é levado a presídio que abriga Breno

Landsberg (Alemanha)

Uli Hoeness, ex-presidente do Bayern de Munique, começou na manhã desta segunda-feira a cumprir sua pena no presídio de Landsberg, no estado da Baviera, na Alemanha. O cartola foi condenado a três anos e seis meses de reclusão por crimes de fraude fiscal.

A prisão é a mesma em que o zagueiro brasileiro Breno, ex-Bayern de Munique, condenado por incendiar a própria casa, cumpre regime semiaberto. Também ficou famosa por abrigar Adolf Hitler, que ficou no local durante cerca de oito meses, em 1924, acusado de traição. No local, o então futuro ditador escreveu o livro “Minha Luta”, que lançou as bases do nazismo.

Hoeness chegou ao local por uma entrada alternativa do presídio, em um carro da polícia civil alemã, para evitar contato com a imprensa local. O mandatário de 62 anos decidiu não recorrer da sentença do juiz e cumprir a pena imposta.

Sucessor de Beckenbauer, Hoeness foi presidente do Bayern de Munique entre 2009 e 2014, abdicando do cargo um ano antes do término de seu mandato para se apresentar à polícia. O cartola também foi jogador do clube entre 1970 e 1979, estando presente ainda na conquista da Copa do Mundo de 1974 pela seleção alemã.

AFP
Condenado por sonegação de impostos, Uli Hoeness já está cumprindo pena no presídio de Landsberg

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade