Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Felipão avisa que não tem receio da arbitragem do jogo com o México

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

Temendo uma represália por causa do pênalti sobre Fred na vitória por 3 a 1 sobre a Croácia, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se preocupou até em fazer o centroavante gravar um vídeo em que negava simulação na polêmica jogada da abertura da Copa do Mundo. O técnico Luiz Felipe Scolari, no entanto, garantiu que não está preocupado com o assunto na véspera do jogo contra o México, o segundo do Brasil na sua Copa do Mundo.

“Não tenho problema algum com arbitragem. O árbitro apita, e os nossos jogadores jogam. Houve um ou outro lance discutível até aqui, mas isso é interpretação. Quem deve se posicionar sobre essas coisas são os árbitros, a sua comissão. Nós devemos jogar”, discursou Felipão.

O árbitro encarregado de trabalhar na partida entre Brasil e México, nesta terça-feira, no Castelão, será o turco Cuneyt Cakir.Ele entrará ainda mais pressionado em campo porque os mexicanos se revoltaram com dois gols de Giovani dos Santos anulados em sua vitória de estreia sobre Camarões, por 1 a 0, na sexta-feira, na Arena das Dunas, em Natal.

Em vez de estudar as arbitragens do Mundial, no entanto, Felipão tem analisado os mexicanos. “Nos últimos 12 meses, eles tiveram duas mudanças de comando. Esse é o terceiro técnico. Então, a forma de jogar também mudou, ainda que os atletas sejam os mesmos. Vamos observar alguns detalhes para nos posicionarmos de uma forma em que possamos causar prejuízos a eles”, concluiu o treinador do Brasil.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Treinador promete que a Seleção só vai se limitar a jogar e respeitar as decisões do turco que apitará o jogo

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade