Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Felipão cobra repercussão por pênaltis: "Não teremos mais nenhum?"

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

Na quinta-feira, Luiz Felipe Scolari teve que responder a diversos questionamentos sobre o pênalti marcado sobre Fred no gol da virada brasileira sobre a Croácia. Nesta terça-feira, o técnico mostrou toda a sua irritação ao comentar que não foi marcada falta em toque que Marcelo recebeu na grande área no empate com o México. Ficou ainda mais bravo por não ver o assunto ser abordado em sua entrevista coletiva.

O treinador falou até em inglês para o profissional da Fifa que organiza a entrevista, pedindo permissão para fazer uma indagação a todos os jornalistas presentes depois que as perguntas se encerrassem. Indicou seu incômodo ao falar bufando e levantando-se como uma tentativa de controlar a própria raiva, afastando sua voz do microfone.

“Não tem mais pênalti a favor do Brasil? Vamos lá, falem. Só criticaram aquele lance do Fred”, indignou-se, logo sendo abraçado pelo assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, que apressou a saída do treinador da sala de entrevistas do Castelão.

Wagner Carmo/Gazeta Press
Felipão se irritou com a polêmica envolvendo o pênalti sofrido por Fred na partida de abertura da Copa
Os questionamentos feitos no mundo todo pelo pênalti marcado em Fred irritaram Scolari desde quinta-feira. O brasileiro deu entrevista no estádio de Itaquera logo após o técnico da Croácia, Niko Kovac, ter insinuado arbitragem a favor do Brasil e prevendo um “circo”. No momento, Felipão o ironizou, dizendo que o País é pentacampeão, mas se queixou por ter que falar tanto do assunto depois de uma vitória na estreia.

Nesta terça-feira, fez questão de ser monossilábico em suas respostas sempre que pôde. Quando ouviu um repórter falar dos problemas da Seleção nesta tarde, justificou dizendo que “o outro time é bom”. Ao ser questionado se o time caiu de produção desde a Copa das Confederações, limitou-se a dizer “não, não concordo”. Surpreendeu até o responsável da Fifa por organizar a entrevista, que esperava respostas mais longas.

Entre bufadas, Felipão só deu risada de verdade ao perceber que ouviria a pergunta de um repórter mexicano. Até dispensou os fones com tradução simultânea para dizer o que achou de Ochoa, autor de quatro grandes defesas para garantir o 0 a 0. “Não gostei do goleiro do México”, comentou, para logo depois fazer elogios ao rival desta terça-feira.