Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Felipão ironiza croata: "Tomara que seja 6º circo com título mundial"

William Correia e Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

Minutos antes de Luiz Felipe Scolari dar entrevista coletiva após estrear na Copa do Mundo vencendo a Croácia, o técnico adversário, Niko Kovac, disse se preocupar com favorecimento da arbitragem ao Brasil e alertou para o que chamou de “circo”. O comandante da Seleção, contudo, ironizou o europeu lembrando o passado vitorioso do País.

“O Brasil tem cinco títulos mundiais. Quem sabe não tenhamos mais um circo mundial organizado para o Brasil ser campeão”, comentou Felipão, mantendo o tom irônico ao citar craques das cinco Copas do Mundo vencidas pelo Brasil. “Nunca tivemos Pelé, Garrincha, Tostão, Ronaldo, Romário e Rivaldo!? Nunca tivemos Neymar?!”, afirmou, citando o autor de dois gols na vitória por 3 a 1 desta quinta-feira.

O motivo da polêmica foi o pênalti dado em toque de Lovren sobre Fred e que se transformou no gol da virada brasileira. Kovac disse que ninguém do estádio nem os 2 bilhões de telespectadores do jogo viram falta na jogada, e Scolari o rebateu. “Milhares não viram pênalti, mas o juiz viu e deu. A arbitragem é do árbitro, ele que decide.”

O técnico brasileiro não tem dúvidas de que houve falta do croata. “Vi o lance dez vezes e acho que foi pênalti”, afirmou. “Cada um interpreta de um jeito. Também vi algumas faltas e lances para cartão que ele interpretou diferentemente de mim, mas é a interpretação dele que vale e encerramos o jogo assim, ganhando ou perdendo.”

Felipão, no entanto, disse respeitar a reclamação croata. “Entendo a manifestação do meu colega. Se eu estivesse no lugar dele, pelo resultado, também diria alguma coisa assim porque ficou a dúvida. Por isso, respeito a sua manifestação como coerente. Mas não vejo favorecimento em nenhum dos cinco títulos mundiais”, reforçou.

Vitorioso, o treinador brasileiro fez questão de sair sorrindo de sua entrevista coletiva e mostrando-se impressionado pela discussão sobre o lance apesar de seu time ter vencido com dois gols de diferença. “Ganhamos de 3 a 1, mas é normal, tudo bem”, comentou.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade