Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Felipão pede ação de arbitragem para coibir excessos contra Neymar

William Correia, enviado especial Goiânia (GO)

Neymar foi o destaque da Seleção Brasileira na vitória por 4 a 0 sobre o Panamá, mas se irritou no gramado do Serra Dourada, discutiu com o adversário Cooper e até levou cartão amarelo. O comportamento do principal jogador da equipe merece uma atenção especial de Luiz Felipe Scolari, que cobra ação da arbitragem para coibir excessos contra o camisa 10.

“Estamos trabalhando com ele a forma como joga, como tem de se comportar e se conduzir em campo, mas, se os adversários provocarem e fizerem faltas, quem tem de tomar conta disso é o árbitro. É só esperar que arbitragem saiba discernir quando é uma situação ou outra”, afirmou.

Ao término do primeiro tempo, nesta terça-feira, Neymar se dirigiu ao trio de arbitragem e reclamou, acompanhado por Daniel Alves. Mesmo com cartão amarelo, o atacante permaneceu em campo até o fim, pois Felipão entende que o jogador precisa ganhar ritmo.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Felipão espera que arbitragem tenha discernimento para coibir excessos contra Neymar
O atacante, que se mostrou mais calmo no segundo tempo, terminou o amistoso com um desempenho decisivo, pois, além de ter feito o gol que abriu o placar, também deu uma assistência de calcanhar para Hulk fazer o terceiro.

O desempenho do camisa 10 foi exaltado pelos colegas de Seleção. “Todos sabem a qualidade do Neymar, não adianta eu ficar falando. Sabemos o que ele pode fazer dentro de campo. Hoje, mais uma vez, mostrou o Neymar que é”, elogiou o meia Willian.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade