Futebol/Copa 2014 - ( )

Fernandinho se anima após jogar “45 minutos para entrar na história”

Helder Júnior, enviado especial Brasília (DF)

O volante Fernandinho deixou o Mané Garrincha logo atrás de Paulinho, na segunda-feira. Autor do último gol da vitória por 4 a 1 sobre Camarões, ele se segurou para não falar, mas parecia convicto das suas chances de ganhar a posição do concorrente no time titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo.

“Posso apostar que foi a minha melhor partida pela Seleção. Já tinha disputado alguns amistosos, mas nunca um jogo oficial. Foram 45 minutos para entrar na história”, empolgou-se Fernandinho, sem garantir a sua vaga na equipe. “Isso deve ser perguntado ao Felipão. Só estou fazendo o meu trabalho, focado, assim como outros atletas. Esse é o espírito da equipe.”

Ao contrário de Paulinho, que já admite publicamente a sua má fase e a possibilidade de parar na reserva, Fernandinho se destaca no futebol da Inglaterra. Ele é titular do Manchester City, enquanto o ex-corintiano culpa a falta de adaptação ao Tottenham por não ter chegado à Copa do Mundo em seu melhor nível.

Wander Roberto/Gazeta Press
Fernandinho tem boas chances de ganhar a vaga de Paulinho no meio-campo da Seleção Brasileira
Fernandinho avisou que poderá reeditar as boas atuações que teve pelo City na Seleção Brasileira. “Posso contribuir do jeito que vocês já viram. Esse é o meu estilo. Joguei assim na Ucrânia, jogo assim na Inglaterra e agora estou procurando colocar em prática no Brasil”, simplificou.

O volante foi além na oportunidade que teve de substituir Paulino no intervalo do jogo contra Camarões. Além de seguro defensivamente e de ágil na ligação da defesa para o ataque, balançou as redes. “Mas prefiro qualificar as minhas atuações pelo que faço no meio-campo. Não sou um goleador. É claro que algumas oportunidades aparecem e quero aproveitá-las, mas devo fazer bem o meu trabalho no meio primeiro”, conscientizou-se Fernandinho.