Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Flu prepara lista de dispensas para 'enxugar' folha salarial

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A diretoria do Fluminense vem tentando viabilizar mais algumas contratações para a sequência da temporada. Tem evitado falar em nomes, mas está esbarrando na necessidade de reduzir a folha salarial, que é alta, mas bancada em parte pela Unimed, principal patrocinadora do clube. Justamente por isso que os dirigentes estão mantendo contatos com o técnico Cristóvão Borges no sentido de dispensar nomes que não fazem mais parte dos planos da comissão técnica para o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

O primeiro integrante da barca será o atacante Martinuccio. Não que o jogador seja tratado nas Laranjeiras como dispensável, mas porque seu salário é visto como fora da realidade para um atleta que vai chegar como reserva e pode nem ser a primeira opção em caso de substituição. Ele estava emprestado ao Cruzeiro, de onde retornou em 31 de maio. Agora, o Fluminense procura um novo clube para o jogador e vem negociando com o Coritiba. O Vitória também fez sondagem pelo atleta, que deverá encontrar um novo clube até a próxima semana.

O Vitória, por sinal, também procurou o Fluminense para saber da situação do atacante Marcos Júnior, mais um fora dos planos da comissão técnica. O jogador deverá ser emprestado ao clube baiano até o fim do ano, sem maiores custos, com o Rubro-Negro arcando apenas com os salários do jogador. O vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, vem negociando diretamente com o presidente do clube baiano, Carlos Falcão, e a negociação deverá ser concretizada já nesta quarta-feira, quando acontece uma reunião final.

Nelson Perez/Fluminense FC
O técnico Cristóvão Borges terá um time bem reformulado para o segundo semestre da temporada
Emprestado ao Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, o atacante Samuel, outra revelação do clube, sequer deverá se reapresentar. O jogador foi procurado pelo Goiás, com que teria inclusive acertado as bases salariais. As negociações entre os goianos e os dirigentes do clube carioca também estão avançadas.

Há alguns dias o Fluminense já se desfez de dois jogadores do elenco. O lateral direito Wellington Silva foi emprestado ao Internacional em uma transação que só aconteceu por conta do bom relacionamento do técnico do Colorado, Abel Braga, com os dirigentes cariocas. Já o lateral esquerdo Ronan foi emprestado ao Légia Varsóvia, da Polônia.

Sobre reforços, a diretoria, depois de contratar o meia Cícero, tenta chegar a um acerto para apresentar o atacante Wellington Nem, de férias no Rio de Janeiro e que já acertou as bases salariais com o clube carioca. O jogador tem os direitos federativos ligados ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O volante Richarlyson, de saída do Atlético-MG, foi oferecido, mas não agradou aos tricolores.

O objetivo da diretoria é que todas essas situações sejam definidas antes de 23 de junho, quando o elenco se reapresenta após duas semanas de férias e dá sequência à preparação para a Copa do Brasil e para o Campeonato Brasileiro. A diretoria pretende que parte deste trabalho seja realizado fora do Rio de Janeiro e vem estudando alguns possíveis destinos. Não está descartada nem mesmo a possibilidade de os jogadores treinarem alguns dias longe do Brasil. Uma definição sobre isso deverá acontecer nos próximos dias. O Tricolor não poderá treinar nas Laranjeiras porque o campo de sua sede estará emprestado à Fifa para o treino de seleções que jogarão a Copa doo Mundo.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade