Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Fora da casa do Grêmio, Verdão tenta recuperar pontos perdidos na 4ª

William Correia São Paulo (SP)

Por conta da Copa do Mundo, o Palmeiras não pôde usar o Pacaembu e, como mandante em Presidente Prudente, perdeu do Botafogo na quarta-feira. No domingo, é o Grêmio que será obrigado a atuar longe de Porto Alegre, o que pode ser uma vantagem para o Verdão recuperar os três pontos desperdiçados na última rodada.

“Jogar em Porto Alegre, teoricamente, seria pior porque lá é a casa do Grêmio, com grande torcida. O torcedor não consegue chegar a Caxias e o estádio é menor. Não jogar em casa atrapalha, foi assim conosco. No Pacaembu, teria sido melhor porque o fator casa pesa”, analisou o técnico Alberto Valentim.

Henrique, porém, alerta para o que o time encontrará em Caxias do Sul. “Vai ser um jogo muito difícil, ainda mais jogando naquele estádio muito acanhado. Já joguei lá, sei como é. Mas, se jogarmos como no primeiro tempo contra o Botafogo, teremos grandes chances de fazer um bom resultado, porque fomos muito bem”, disse o atacante.

A avaliação do centroavante é uma mostra de que não ter casa não significa uma má atuação. O Palmeiras está certo de que foi bem na quarta-feira e, por isso, Alberto discordou da ação de torcedores, que cobraram Paulo Nobre a ponto de a polícia precisar agir para que o presidente deixasse o estádio após a derrota por 2 a 0.

Divulgação
Henrique prevê dificuldades em Caxias, mas cobra vitória (Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
“O protesto foi exagerado, fora da realidade do Palmeiras em relação à classificação e ao jogo. Jogamos melhor do que o Botafogo, não tomamos uma goleada jogando mal nem fomos apáticos. E o time não está em último, está lutando lá em cima, a quatro pontos do primeiro colocado”, argumentou.

A lição, contudo, foi entendida: aqueles três pontos precisam ser somados antes da parada no Brasileiro durante a Copa do Mundo. “Queremos melhorar e teremos que recuperar fora. O Palmeiras entra sempre para vencer. Lógico que, se não der para vencer no jogo, faltando poucos minutos, tenta-se o empate. Mas olha o tamanho do Palmeiras para tentar empate fora? Com todo respeito ao Grêmio, que está bem, vamos atrás da vitória”, avisou Alberto.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade