Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Fred vê punição "severa demais" e lamenta Suárez fora da Copa

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

O gancho de nove jogos e quatro meses imposto ao uruguaio Luis Suárez, pela mordida no ombro do italiano Giorgio Chiellini, foi exagerado, na opinião de Fred. Colega de posição, o brasileiro acredita que o atacante poderia ter recebido punição menor pelo erro, a qual não o tirasse da Copa do Mundo caso sua seleção avance de fase.

"Não tem como negar que ele cometeu um erro. Mas, como jogador e ser humano, compreendo que lá dentro ele estava à flor da pele. Ali é tensão, disputa de espaço. Acabo enxergando essa punição como severa demais. Debati com algumas pessoas, e a maioria achou que foi justa, mas eu não", disse, nesta quinta-feira.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Fred achou punição de Suárez exagerada

"É uma punição que pode acabar com a vida do atleta. Todo o mundo está caindo em cima dele agora, criticando o erro que ele cometeu. Acho que ele tinha que ser punido, sim, mas ainda gostaria de ver o Suárez jogando essa Copa do Mundo no Brasil", continuou.

 A punição passa a valer para as oitavas de final, nas quais o Uruguai enfrenta a Colômbia, no sábado, no Rio de Janeiro. Caso chegue à final, a equipe de Suárez teria ainda outros três jogos, tempo insuficiente, portanto, para que ele pudesse ser novamente escalado. Além das nove partidas por sua seleção, ele ficará quatro meses impedido de defender qualquer equipe ou entrar em estádios de futebol até outubro e pagará multa de R$ 247 mil.

A agressão ocorreu no segundo tempo da vitória sobre os italianos, em lance não visto pela arbitragem. Essa foi a terceira vez que Suárez foi flagrado pelas câmeras mordendo um adversário em campo. A primeira, em 2010, quando ainda estava no Ajax (Holanda), rendeu dois jogos de suspensão. Em abril do ano passado, por atacar um zagueiro do Chelsea, foi multado e ficou fora de dez jogos do Liverpool.