Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Gerrard aprova entrega do time, mas pede mais qualidade no chute

Bruno Ceccon, Enviado Especial Manaus (AM)

Capitão da Inglaterra, o experiente Gerrard tinha a missão de comandar o meio de campo da sua equipe e assim conseguiu fazer com que seus companheiros criassem boas chances de balançar as redes na estreia contra a Itália. As finalizações, no entanto, não foram boas, o que permitiu com que os adversários vencessem o clássico europeu, por 2 a 1, na primeira rodada da Copa do Mundo. Na saída de campo, o volante reclamou da qualidade dos chutes ingleses em Manaus.

“A Itália é um bom time, sabíamos disso e eles não nos surpreenderam. Temos que ver o que nós erramos. Tentamos criar, forçamos bastante, mas não conseguimos finalizar bem. Criamos as chances, mas talvez precisemos finalizar mais. Não podemos culpar ninguém, todo mundo deu o máximo, se esforçou, mas faltou qualidade”, avaliou Gerrard.

Escalado como volante, ao lado de Henderson, Gerrard também tinha a missão de proteger sua defesa, mas acabou se deparando com um time mal posicionado na zaga, permitindo muitos espaços para o adversário atacar. Aos cinco minutos do segundo tempo, por exemplo, Candreva se aproveitou destas falhas, fez bela jogada na ponta direita e cruzou na cabeça de Balotelli, que garantiu a vitória italiana.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Criticado pelo capitão Gerrard, o lateral Baines apresentou muitas falhas defensivas na derrota para Itália
Ao perceber a ruim atuação do sistema defensivo, Gerrard usou a avaliação após-jogo para ‘puxar a orelha’ de seus companheiros, principalmente do lateral Leighton Baines, um dos piores jogadores em campo na derrota deste sábado. O volante acredita que a Inglaterra, como um todo, se comportou bem, mas estes problemas precisam ser corrigidos para a próxima rodada.

“Eles nos causaram problemas pelo lado esquerdo (da defesa), fizemos algumas mudanças no intervalo, reagimos, jogamos bem, mas não conseguimos marcar. Se olhar o jogo como um todo, temos que ficar satisfeitos, mas em um jogo como esse fica difícil de prever o que pode acontecer. Conseguimos nos equipar com eles, mas nos causaram problemas pela esquerda”, completou Gerrard.

Na próxima rodada, a Inglaterra terá uma decisão pela frente, já que uma derrota significa a precoce eliminação da Copa do mundo. Nesta quinta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo, 16 horas (de Brasília), o time liderado por Steven Gerrard vai encarar o Uruguai. A seleção celeste também começou mal e foi surpreendida pela Costa Rica na estreia, perdendo por 3 a 1.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade