Futebol Internacional/Bastidores - ( - Atualizado )

Goleiro da Hungria de Puskás de 1954, Grosics morre aos 88 anos

Budapeste (Hungria)

Lenda do futebol húngaro, o ex-goleiro Gyula Grosics morreu nesta sexta-feira em Budapeste, capital de seu país, aos 88 anos de idade. A causa da morte não foi divulgada pela família do ex-jogador da Hungria, que apenas confirmou o falecimento.

Conhecido como “Pantera Negra”, Grosics era um dos pilares do chamado “Time de Ouro” da seleção húngara nos anos 50, vice-campeã em 1954, em Copa do Mundo disputada na própria Hungria, e campeã olímpica em 1952, nos jogos de Helsinque, na Finlândia.

AFP
Lendário Gyula Grosics morreu aos 88 anos
O arqueiro terminou eleito o melhor goleiro do Mundial de 1954. Recheado de estrelas e contando com o astro Ferenc Puskás como líder, o time da casa aplicou duas goleadas históricas na primeira fase: 9 a 0 sobre a Coreia do Sul e 8 a 3 sobre a Alemanha Ocidental.

Nas quartas de final, a seleção húngara eliminou com facilidade Brasil e Uruguai, reencontrando a Alemanha Ocidental na final. Depois de abrir 2 a 0 com menos de dez minutos, a Hungria acabou surpreendida pelos alemães, levou a virada e perdeu o título.

Grosics atuou durante toda a carreira no futebol húngaro, entre 1945 e 1962, quando se aposentou, aos 36 anos. Em 1963, chegou a iniciar uma carreira como técnico, mas não teve o mesmo sucesso.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade