Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Governo brasileiro barrará mais de 2 mil ‘barra bravas’ argentinos

São Paulo (SP)

O governo brasileiro irá bloquear a entrada de 2100 'torcedores' argentinos na Copa do Mundo, que começa nesta quinta-feira em São Paulo. A informação foi divulgada pelo delegado da Interpol (polícia internacional) no Brasil, Luiz Eduardo Navajas.

Todo esse montante faz parte de uma lista enviada pelo governo argentino ao Brasil, e traz os nomes dos cidadãos hermanos que estão impedidos de entrar nos estádios na Argentina.

Segundo Navajas, os torcedores popularmente conhecido como ‘Barra Bravas’ serão deportados caso consigam se infiltrar nos prévios bloqueios realizados pela Polícia brasileira. Pessoas condenadas por crimes sexuais também serão proibidos de adentrar ao campo de jogo.

A preocupação também é grande com os europeus, entretanto, o delegado afirma que não há a possibilidade da entrada de qualquer torcedor considerado violento no Brasil: “Eles não têm como entrar no Brasil. Tratamos disso com a Inglaterra, Bélgica e Alemanha. Estamos seguros”, disse em entrevista à AFP.

AFP
Polícia Federal faz barreiras nas fronteiras do país para impedir o acesso dos torcedores

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade