Futebol/Copa 2014 - ( )

Guarín minimiza posto de reserva e alerta para força física dos marfinenses

Cotia (SP)

Volante da Inter de Milão-ITA, Fredy Guarín não conquistou o posto de titular na seleção colombiana. No agudo e veloz 4-4-2 dos cafeteros, Zuñiga e Abel Aguilar foram escolhidos por José Pékerman para integrarem o setor de contensão do meio-campo, mas a opção não tornou o jogador desmotivado durante os treinamentos para a sequência da Copa do Mundo.

“Estou com muita disposição, esperando o momento que precisarem de mim. Independente da partida, estou pronto para entrar e ajudar. Não me desespero para alcançar uma vaga como titular. Preciso lutar para alcançar o nível que a equipe me pede”, sintetizou.

Mesmo cotado para figurar no banco de suplentes, Guarín traçou um prognóstico sobre a seleção da Costa do Marfim e alertou para a principal característica dos marfinenses: “É uma equipe muito forte fisicamente, que luta em todas as bolas e apostarão na explosão. Contra a Grécia passamos por momentos semelhantes e precisamos de atenção. Para conseguir o êxito, será necessário colocar a bola no chão e controlar as ações”, revelou.

Companheiro do volante, o centroavante Jackson Martínez reforçou os elogios aos comandados de Sabri Lamouchi: “Precisaremos de atenção durante os 90 minutos. A prioridade não é marcar três ou quatro gols, mas buscar a classificação, independente do placar. Estamos fazendo um excelente trabalho e esperamos superar as situações complicadas com um bom futebol”, definiu.

O compromisso entre Colômbia e Costa do Marfim ocorre nesta quinta-feira, às 13 horas (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF. Completa o Grupo C o confronto entre Japão e Grécia – no mesmo dia, mas às 19 horas – na Arena das Dunas, em Natal-RN.

AFP
"Não me desespero para alcançar uma vaga como titular", revelou o volante colombiano Fredy Guarín

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade