Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Holanda leva susto, mas bate a Austrália em jogo de duas viradas

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Porto Alegre viu um dos melhores jogos da Copa do Mundo nesta quarta-feira. Em uma partida cheia de alternativas, aberta e com vários lances de perigo, a Holanda bateu a Austrália por 3 a 2 no Beira-Rio. Houve duas viradas no placar: os holandeses saíram à frente, sofreram a virada, mas voltaram a ficar em vantagem no placar. Robben, Van Persie e Depay fizeram os gols da Laranja, Cahill e Jedinak fizeram os dos australianos.

Precisando vencer após a derrota para o Chile, a Austrália não se intimidou com o fato de a Holanda vir de uma goleada sobre a campeã Espanha. O time australiano dominou o primeiro tempo, surpreendendo os holandeses. Saiu atrás, mas empatou logo em seguida. No segundo tempo, ocorreu o contrário: os australianos viraram o jogo, mas sofreram o empate três minutos depois. Numa falha do goleiro Ryan, a Holanda chegou à virada aos 24, encaminhando de vez a vitória.

A Holanda, com a vitória, vai a 6 pontos e está praticamente classificada, o que ocorrerá de forma oficial se a Espanha não bater o Chile no Maracanã. A Austrália, com zero, está virtualmente eliminada da Copa. Os holandeses fecham sua participação na fase de grupos da Copa diante do Chile, na Arena Corinthians, em São Paulo. Os australianos enfrentarão a Espanha, na Arena da Baixada. Os dois confrontos ocorrem na próxima segunda-feira.

O jogo – Mesmo diante de um adversário mais fraco, como a Austrália, a Holanda repetiu a estratégia de sua estreia, quando goleou a Espanha: postou-se atrás e apostou nos contragolpes. Os australianos começaram melhor, tomando a iniciativa e empolgando a torcida em Porto Alegre. Aos 15, a primeira chance: após ótima jogada de Leckie pela direita, Bresciano entrou livre e chutou prensado na zaga holandesa.

AFP
Robben foi o responsável por unaugurar o marcador para a Holanda
O contra-ataque, holandês, porém, seguia absolutamente mortal. Aos 19, Robben fez a finta no jogo de corpo, conduziu a bola solto de marcação até a entrada da área e chutou cruzado, fazendo 1 a 0. Mas nem deu tempo de comemorar: na saída de bola, Cahill recebeu lançamento de McGowan na área e encheu o pé, de sem pulo, empatando a partida e levando o Beira-Rio à loucura.

Surpreendida pelo gol australiano, a Holanda tentou partir para cima em busca do segundo. Aos 24, Sneijder cobrou escanteio na cabeça de Blind, que quase marcou. A Austrália, porém, seguia mais perigosa. Aos 30, o ponta direita Leckie, um dos melhores em campo, entortou Vlaar e cruzou para Bresciano, que bateu de primeira por cima, sem marcação. Na jogada seguinte, a zaga holandesa parou em falta levantada por Oar e Spiranovic, sozinho, bateu fraco, para a defesa de Cillessen.

Vendo seu time dominado, Louis van Gaal mexeu no final do primeiro tempo. O zagueiro Martins Indi, que sofreu uma falta forte de Cahill e caiu de mal jeito acabou substituído por Depay, um atacante. Assim, a equipe laranja desmanchou o 3-5-2 e passou a atuar num 4-3-3 na volta do intervalo. E a Holanda voltou mais acesa: aos cinco minutos, Blind tocou para Sneijder, que chutou para ótima defesa do goleiro Ryan.

AFP
A Austrália chegou a fazer dois gols, mas não conseguiu superar a Laranja Mecânica
Vendo a Laranja melhor, o técnico australiano retirou Bresciano e colocou em campo Bozanic. E logo em sua primeira jogada, o volante cruzou e a bola bateu na mão de Janmaat: pênalti, convertido por Jedinak, aos 9 minutos. Austrália 2 a 1, e zebra em Porto Alegre. Aos 11, o mesmo Bozanic escapou pela esquerda e cruzou para Cahill, mas De Vrij cortou antes da chegada do centroavante, evitando o terceiro australiano.

Mas a Holanda deu o troco e, assim como a Austrália no primeiro tempo, empatou logo após ficar em desvantagem. Aos 12, Depay fez boa jogada e achou Van Persie livre na área para empatar. Na saída de bola, Robben invadiu a área pela direita e chutou para defesa de Ryan. A Austrália quase fez o terceiro aos 21: Vlaar saiu errado, Oar roubou a bola e Leckie finalizou de peito, para grande defesa de Cillessen. No contra-ataque, Depay arriscou de longe e Ryan falhou: Holanda 3 a 2, e segunda virada no Beira-Rio.

Endiabrado, Depay fez grande jogada aos 24 e deixou Robben livre, mas a zaga cortou no momento certo. Aos 27, Robben fez um carnaval pela direita e recuou para Sneijder chutar na zaga. Melhor em campo, a Holanda quase fez o quarto aos 28, com De Jong, mas Ryan defendeu. Nos minutos finais, a Austrália partiu para a pressão, mas não teve efetividade. A Holanda tentou encaixar contragolpes com Robben e Van Persie, mas não conseguiu ampliar sua vantagem. Aos 47, Ryan salvou um chute de Depay após rápido contra-ataque.