Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Imprensa equatoriana decreta clima tenso e seleção fecha o treino

Viamão (RS)

A derrota para a Suíça na estreia da Copa do Mundo não foi bem digerida pela seleção do Equador. A comissão técnica, pensando em corrigir os erros o mais rápido possível, fechou o treinamento desta quarta-feira, cancelou o amistoso contra o Inter Sub-23 e está apostando todas as suas fichas no diálogo com os jogadores. Por sua vez, a imprensa equatoriana considera o clima tenso. Segundo o diário El Comercio, a zona mista após a atividade “parecia cenário de confissões”.

“Uns foram autocríticos e outros preferiram lamentar a evidente derrota”, escreveu o diário, que ainda destacou a atitude de Alexander Domínguez, único a admitir uma falha na marcação de Carlos Gruezo no primeiro gol da Suíça. No entanto, o jogador não citou o nome do companheiro. “Talvez outro deveria estar ali para ajudar”, limitou-se a dizer.

Agora, “La Tri” aposta que as longas conversas durante os treinamentos darão resultado dentro de campo, já que nada mais pode sair errado na próxima sexta-feira, às 19 horas (de Brasília), quando a equipe faz o duelo decisivo contra Honduras na Arena da Baixada, em Curitiba.

“A equipe ficou um pouco triste com a derrota, mas conversamos e agora estamos tranquilos para o próximo jogo. Analisamos e vamos tratar de corrigir o que erramos diante dos suíços. Acho que isso é o mais importante para o grupo”, completou o goleiro Domínguez.

AFP
Domínguez, assim como o restante do elenco, aposta que erros podem ser corrigidos na base do diálogo