Futebol/Copa do Mundo - ( )

Jornal mexicano atribui eliminação às alterações de Herrera na equipe

Fortaleza (CE)

A imprensa mexicana repercutiu a eliminação do México da Copa do Mundo após a derrota por 2 a 1 de virada para a Holanda. Alguns jornais exaltaram positivamente a atuação dos jogadores. Por outro lado, uma publicação atribuiu o desastre da desclassificação na tarde deste domingo às alterações do técnico Miguel Herrera durante o jogo.

“Novamente um erro tático eliminou o Tricolor em uma Copa do Mundo. Tal como aconteceu em Mundiais anteriores, talvez com exceção de 2006, um movimento do banco terminou com as intenções mexicanas. Entrando Javier Aquino por Giovani dos Santos no segundo tempo, a estratégia treinador Miguel Herrera destruiu todos os três jogos anteriores”, analisou o jornal mexicano Cancha.

O México vencia a partida por 1 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo, quando Robben cobrou escanteio, Indi ajeitou para Sneijder, que chutou forte da meia-lua, estufando as redes de Ochoa. Nos acréscimos, Robben sofreu pênalti e Huntelaar converteu, virando o jogo e dando a classificação para as quartas de final à Holanda.

Outros jornais falaram sobre “o fim do sonho mexicano”, que se acabou em poucos minutos. “Em cinco minutos, Holanda acaba com sonho Tricolor”, escreveu o Adrenalina360.