Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Kompany participa de reconhecimento do Maracanã e se diz recuperado

Rio de Janeiro (RJ)

Dúvida até a sexta-feira por ter ficado de fora dos últimos treinamentos, Vicent Kompany participou normalmente do treino de reconhecimento do gramado neste sábado e garantiu que está recuperado dos problemas na virilha. Capitão da Bélgica, o jogador deu entrevista coletiva e confirmou que está à disposição do técnico Marc Wilmots para o jogo contra a Rússia, neste domingo, no Maracanã.

“Estou muito bem, fiz um programa individual nas duas últimas sessões de treinamento. Está tudo bem. Hoje há um treinamento com a equipe inteira e tudo deve se desenrolar bem. Eu segui um programa especial e deu tudo certo”, afirmou Kompany, lembrando-se que existem jogadores para substituí-lo caso seja necessário. “No pior dos casos, há ótimas opções para o técnico”.

AFP
Kompany participou normalmente do treino de reconhecimento do Maracanã neste sábado

Wilmots afirmou que ainda avaliará as condições do zagueiro para saber se irá escalá-lo no jogo válido pela segunda rodada do Grupo H. Com a vitória sobre a Argélia no primeiro duelo, a seleção belga é a líder, enquanto Coreia do Sul e Rússia somam um ponto.

Vivendo a expectativa de jogar no Maracanã pela primeira vez, Kompany comemorou a oportunidade e citou a realização de um sonho.

“Já joguei em muitos estádios na Europa, estar aqui hoje é especial. Espero enfrentar a Rússia amanhã é um sonho de garoto que ainda não realizei. Sentimos o gramado e foi uma grande honra. Acho que é uma opinião de todos os jogadores, não só belga, e de todos os jornalistas também. É uma honra”, comentou.

Zagueiro do Manchester City (ING), o belga, que é casado com uma mulher inglesa, também lamentou a eliminação precoce da Seleção da Inglaterra, não só por causa de sua mulher, mas também por ser uma equipe na qual ele tem muitos amigos e companheiros de equipe.

“A minha mulher é inglesa. Eu quero que os meus filhos sejam belgas e torçam pela Bélgica, enquanto ela acha que eles são ingleses e que eles torcem pela Inglaterra. Desejava aos ingleses uma boa participação, pois tenho muitos amigos, então estou tão triste quanto os ingleses pela eliminação”, concluiu.