Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( - Atualizado )

Kuyt elogia México, mas avisa: Holanda está preparada para tudo

Tossiro Neto, enviado especial Rio de Janeiro (RJ)

No caminho de volta de São Paulo ao Rio de Janeiro, na segunda-feira, a seleção holandesa aproveitou para ver parte da vitória do México, que viria a se confirmar como seu adversário nas oitavas de final da Copa do Mundo. Um adversário que exige respeito, como frisou o atacante Dirt Kuyt, um dia depois de garantida a primeira posição do grupo B, com o triunfo sobre o Chile, em Itaquera.

"É um time muito respeitado no mundo todo. Todos viram a grande atuação que tiveram contra o Brasil (0 a 0). Ontem (segunda-feira), não pude assistir ao jogo todo, porque estávamos viajando, mas eles tiveram outro grande desempenho, venceram por 3 a 1 a Croácia, que, na minha opinião, tem um grande time. Nós os respeitamos, eles têm ótimos jogadores, e vai ser um grande jogo", disse.

O holandês de 33 anos, que firmou carreira no futebol inglês e atualmente é jogador do Fenerbahce, fala com propriedade de quem, de fato, tem acompanhado as partidas do México. "Estou muito surpreso por Hernández (Javier Hernández, mais conhecido como Chicharito) não estar jogando, porque é um grande jogador. O que mostra quão bom é o elenco do México", observou, sabedor de que o atacante do Manchester United iniciou os três primeiros jogos na reserva.

AFP
Kuyt foi titular da Holanda na vitória contra o Chile, substituindo o capitão Van Persie, suspenso
Kuyt não fez elogios apenas ao rival, porém. Ao notar que as perguntas destacavam somente as qualidades mexicanas, tratou de lembrar que sua equipe é uma das sensações do Mundial até aqui. "Vencemos os três jogos, um deles contra a Espanha, campeã passada. Vencemos o Chile, que tem um dos melhores times da competição. Marcamos dez gols. Acho que não temos que convencer ninguém mais", comentou, ajeitando-se na cadeira, com insatisfação aparente.

"O mais importante, para nós, é jogar como um time. Mas temos Roben, Van Persie, Snjeider, que, na minha opinião, é um dos melhores jogadores do mundo. Vamos assistir aos clipes dos jogos do México, time que tem nosso respeito, mas temos um grande time também", advertiu o holandês, que não soube responder como acredita que o adversário – também conhecido pelo poderio ofensivo – irá se comportar no domingo, em Fortaleza. Em vez disso, deu a entender que isso pouco importa.

"Não sei, vamos pensar nisso nos próximos dias, mas estou certo de que o Van Gaal (Louis van Gaal, treinador) tem um bom plano. Respeitamos o México, vimos o que eles fizeram contra o Brasil. Temos que esperar o que vai acontecer, mas estamos preparados para qualquer coisa", avisou.