Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( - Atualizado )

Lampard admite pressão e defende Rooney: “Está sempre determinado”

Rio de Janeiro (RJ)

A derrota para a Itália na estreia da Copa do Mundo aumentou as dúvidas sobre a seleção da Inglaterra, que agora precisa vencer o Uruguai para retomar as chances reais de classificação às oitavas de final. Nesta terça-feira, durante entrevista coletiva concedida no Rio de Janeiro, o meio-campista Frank Lampard, que ficou no banco contra os italianos, admitiu que os jogadores sentem a pressão por uma vitória sobre o Uruguai, em partida que acontece nesta quinta-feira, às 16 horas (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo.

“Não ficamos chorando depois da derrota na estreia. Temos que encontrar um caminho, tirar coisas positivas do jogo contra a Itália. Não fizemos o suficiente, mas ninguém quer ir para casa mais cedo. Já tinha acontecido na África do Sul (empate contra os Estados Unidos no primeiro jogo). Temos que passar. É vencer ou vencer. Sabemos da repercussão que teria se fôssemos eliminados agora”, disse Lampard.

O jogador também explicou a opção de Roy Hodgson por fechar o treinamento desta terça, na Urca. “Estamos nos preparando para um grande jogo, e às vezes precisamos nos preparar de portas fechadas. Fizemos nosso trabalho tático. Estamos nos preparando para uma final, porque é isso que esse jogo é”.

AFP
Frank Lampard pode ser uma opção para o técnico Roy Hodgson no jogo contra o Uruguai
Sobre as críticas ao atacante Wayne Rooney, questionado após mais um jogo de jejum – o jogador, que participa pela terceira vez do Mundial, nunca marcou sequer um gol em Copas do Mundo -, Lampard saiu em defesa do companheiro.

“É um pouco frustrante que as pessoas de fora não estejam pensando em nós como um time, e sim em apenas um jogador. O Rooney está sempre determinado, sempre o vemos assim em todos os campeonatos. Acho que ele quer mostrar seu valor”, afirmou.

Rooney se defende das críticas e ataca a imprensa

O próprio Wayne Rooney se defendeu das críticas que recebeu após o revés na estreia. O jogador utilizou uma rede social para atacar a imprensa e exaltar seu empenho na disputa do Mundial.

“Às vezes eu me pergunto o que a imprensa está recebendo. Eu disse desde o início que quero fazer tudo que posso para ter certeza de que estou pronto para esses jogos da Copa do Mundo e, como parte disso, eu estava fazendo treino extra uma semana antes de o elenco ser convocado. Isso foi exatamente o que fiz ontem, meu próprio treino extra”, afirmou.

AFP
Considerado o principal jogador da seleção inglesa, Rooney luta para marcar seu primeiro gol em Copas